Vigo: violência machista e impunidade

10 de Fevereiro de 2005

Diversos meios de comunicaçom recolhem os maus tratos sofridos por umha mulher em Vigo a maos do seu marido, que a espancou na cabeça e nas pernas repetidamente, até ela conseguir telefonar pedindo ajuda à polícia local viguesa.

Segundo se confirmou posteriormente, a mulher sofrera já ao menos em três ocasions anteriores a violência física do homem, de 56 anos, apesar do qual continuava a morar sob o mesmo teito, no bairro viguês de Sam Roque. Além da violência física, a mulher denunciou a existência de maus tratos psicológicos constantes.

Perguntado polos agentes, o maltratador afirmou que tinha dado à mulher "umhas bofetadas". Já em 2001 e 2002 tinha a vítima denunciado maus tratos similares, tendo sido o agressor julgado em três ocasions por esse motivo, o que nom impediu que a violência se repetisse até ontem mesmo. Mais um exemplo da clara desprotecçom em que se encontram milhares de mulheres directamente afectadas pola violência machista.

 

Voltar à página principal