Líder patronal gosta da proposta estatutária do BNG

10 de Março de 2006

Um dia antes de que os trabalhadores e trabalhadoras galegas saiamos à rua reivindicando os direitos da Classe Obreira Galega, o porta-voz do BNG reuniu com o chefe dos patrons galegos, Antonio Fontenla, para lhe apresentar a proposta de reforma do Estatuto de Autonomia do Bloque. Convém notar que nom foi umha reuniom institucional Junta-CEG, senom a particular "celebraçom" do 10 de Março por parte do BNG, junto ao máximo líder empresarial na Galiza, que se viu envolvido ultimamente em escándalos de corrupçom com Francisco Vasques.

Em tom "salomónico", o vice-presidente da Junta justificou o seu encontro com Fontenla afirmando que “estamos reunidos com os empresarios, como nos reunimos com os sindicatos ou os colégios profissionais”. O BNG, por cima do bem e do mal, evita tomar partido e iguala exploradores e explorad@s, extorsionadores e extorsionad@s.

Entretanto, o agradecido líder patronal louvou as "imaginativas" posiçons autonomistas do BNG e, a julgar polos risos e meiguices, Quintana nom deveu pedir excessivas explicaçons ao presidente da Confederaçom de Empresários da Galiza (CEG) sobre as responsabilidades patronais no crescente número de acidentes laborais, nem a acompanhante de Quintana, Encarna Outeiro, sobre a discriminaçom das mulheres fomentada no mercado laboral galego pola entidade que Fontenla preside.

Em lugar disso, e enquanto o sindicalismo nacional e de classe denuncia hoje mesmo e de maneira literal a "responsabilidade patronal" nos sinistros laborais, o BNG preferiu difundir a mensagem da conciliaçom de classes, procurando o reconhecimento dos patrons ao "nacionalismo bem comportado" que Anxo Quintana tam bem representa.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Esquerda independentista participa nos actos de hoje em defesa da Classe Obreira Galega (+...)

NÓS-UP chama a participar nos actos da CIG no Dia da Classe Obreira Galega (+...)

Corrupçom a esgalha: a Junta do PP e os "negócios" do chefe dos patrons (+...)

Máfia e democracia neoliberal (+...)

BNG e PP apoiam iniciativa de Francisco Vasques para nomear o director geral de Caixa Galicia filho predilecto da Corunha (+...)

Francisco Vasques foge para o Vaticano (+...)

 

Voltar à página principal