Dirigentes de NÓS-UP detidos em Ferrol ficárom livres com cargos

20 de Novembro de 2005

NÓS-Unidade Popular informa no seu web nacional da posta em liberdade dos quatro integrantes da sua Direcçom Nacional detidos após terem participado numha acçom de eliminaçom de símbolos fascistas na casa natal de Franco, em Ferrol.

Os quatro dirigentes de NÓS-UP fôrom detidos e conduzidos à esquadra policial de Ferrol, ficando livres com cargos por volta das 17'15 horas. Abraám Alonso Pinheiro, José Cadaveira, Alberte Moço Quintela e Carlos Morais Alvares negárom-se a declarar perante a Polícia espanhola, ficando agora à espera de serem convocados polos julgados. Confirma-se a denúncia da entidade proprietária do prédio afectado pola acçom antifascista, a "Fundación Francisco Franco", que calculou em 12.000 euros os supostos danos resultantes da eliminaçom de umha placa apologética do fascismo e a pintagem de cor-de-rosa da fachada da casa natal do ditador espanhol.

NÓS-Unidade Popular publicou no seu web um segundo comunicado em que esclarece todo o relativo à acçom que acompanhou a concentraçom de hoje na cidade de Ferrol. Em relaçom ao acto de eliminaçom da placa fascista, afirma que "a acçom, pacífica e simbólica, foi desenvolvida em plena luz do dia e com convocatória prévia aos meios de comunicaçom, porque nom se trata de nengum acto clandestino nem que deva ser ocultado. É um acto de higiene democrática sustentado mesmo pola actual legislaçom que as diversas instituiçons se negam a aplicar."

O web da organizaçom independentista informa também do seguimento das forças repressivas a um grupo de participantes na concentraçom, que fôrom interceptados na auto-estrada e arbitrariamente multados pola Guarda Civil espanhola.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Pintam de cor-de-rosa a casa natal de Franco e eliminam placa de mármore com o seu retrato da fachada. Quatro detidos (+...)

 

Voltar à página principal