Crónica dos actos do Dia da Pátria

27 de Julho de 2005

Compostela registou mais um ano a presença da esquerda independentista nas ruas para comemorar o Dia da Pátria. Umha vez que a FPG declinou a proposta de convocatória soberanista unitária realizada polas BDG, o independentismo marchou separado, ao contrário do que acontecera no ano passado, o que mais umha vez tivo efeito na menor participaçom nas mobilizaçons.

NÓS-UP iniciou a sua manifestaçom passadas as 13 horas, partindo da Alameda em direcçom a Maçarelos e contando com presença de delegaçons internacionais do País Basco, os Països Cataláns e Portugal. Além dos habituais cánticos em defesa dos direitos nacionais, o socialismo e contra o patriarcado, nesta ocasiom ouvírom-se proclamas em solidariedade com os independentistas detidos dias atrás na capital galega.

No fim da manifestaçom, leu-se umha declaraçom com a posiçom de NÓS-UP ante as detençons do dia 23 e Maurício Castro leu o discurso final. Um jantar popular e um debate sobre "esquerda e autodeterminaçom" deu continuidade de tarde aos actos previstos, com participaçom de representantes de Batasuna, MDT, Endavant (OSAN) e Política Operária, além da própria NÓS-Unidade Popular.

Mas já na véspera houvo actos patrióticos nas ruas compostelanas. BRIGA organizou dous debates sobre repressom e luita juvenil, com participaçom de juristas, representantes do mundo cultural e dos movimentos juvenis catalám e castelhano, bem como da própria BRIGA. A rondalha convocada pola AMI contou também com participaçom de BRIGA, que quijo assim mostrar a sua solidariedade num momento especialmente difícil para a Assembleia da Mocidade Independentista.

Já à noitinha, começárom dous concertos nas praças de Maçarelos e de Sam Pedro, organizados polas duas entidades juvenis independentistas.

NÓS-UP e BRIGA oferecem toda a informaçom sobre os seus respectivos actos à volta do 25 de Julho deste ano nos seus webs nacionais. Também a militáncia do nosso partido participou nos actos convocados por NÓS-UP e BRIGA, bem como na marcha em apoio às pessoas detidas.

 

Voltar à página principal

 

 

Aspecto do concerto organizado por BRIGA na praça de Maçarelos
Mesa de debate sobre a repressom contra o movimento juvenil galego