Trabalhador de 25 anos morre em Vigo nas obras do IFEVI

19 de Agosto de 2005

A morte de um operário da construçom nas obras do Instituto Feiral de Vigo (IFEVI) confirmam a comarca viguesa como umha das mais castigadas por uns sinistros laborais que quase atingem as 60 mortes na Galiza no ano actual.

Moisés Jesus Delgado Serrano, vizinho de Marim (Morraço), morreu quando transportava entulho num veículo que caiu por um aterro de quatro metros de altura.

Diversas autoridades institucionais e empresariais deslocárom-se ao hospital de Vigo em se encontrava o cadáver e os familiares, para mostrarem o seu pesar, incluído o presidente da Confederaçom de Empresários, José Manuel Fernandes, o presidente da Cámara de Comércio, José Garcia Costas e o conselheiro da Indústria, Fernando Blanco. Também a presidenta da Cámara viguesa Lucía Molares marcou presença.

O novo titular de Inovaçom e Indústria da Junta, Fernando Blanco, do BNG, reconheceu "a obrigaçom do governo galego de promover um acordo social contra a sinistralidade laboral que evite e detenha a perda de novas vidas". A partir de Setembro prevê-se que incie conversas com os sindicatos e o patronato com a segurança no trabalho como ponto da agenda.

Por enquanto, e à espera de que as palavras do conselheiro se convertam em mais algo do que isso, as mortes continuam a aumentar e a impunidade dos responsáveis mantém-se.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema, publicadas durante 2005 no nosso portal

>>Agosto

Segurança no trabalho: confirma-se o baixo preço das mortes de obreir@s galeg@s (+...)

Mortes e despedimentos: violência patronal contra a classe trabalhadora continua (+...)

>>Julho

Sinistros laborais e impunidade: mais um operário morto na comarca de Vigo (+...)

Vigo: quinto obreiro morto no posto de trabalho em dous meses (+...)

Porto exterior: NÓS-UP reclama responsabilidades e CIG denuncia absoluta carência de segurança (+...)

Camionista morre nas obras do porto exterior da Corunha (+...)

>>Junho

Dous operários da construçom morrêrom nos últimos dias no posto de trabalho (+...)

>>Maio

Novo acidente laboral mortal, agora em Torre do Berzo (+...)

Outro operário morto enquanto trabalhava, desta vez em Vigo (+...)

Confirma-se responsabilidade patronal na morte de quatro operári@s em Ferrol (+...)

Outros três trabalhadores e umha trabalhadora morrem no posto de trabalho nos estaleiros de Ferrol (+...)

>>Abril

Jovem operário naval morre nos estaleiros de Ferrol (+...)

>>Março

Sinistralidade laboral aumentou na Galiza em 2004 (+...)

Mais umha vítima mortal por acidente laboral nas comarcas do Leste (+...)

>>Fevereiro

Operário da construçom morre no posto de trabalho no Berzo (+...)

Oito trabalhadores galegos do mar morrem no Cantábrico (+...)

>>Janeiro

Fene: jovem operário morto no posto de trabalho (+...)

Sinistros laborais graves aumentárom na Galiza 10% em 2004 (+...)

 

Voltar à página principal