Mais umha vítima mortal da insegurança no trabalho

24 de Novembro de 2005

Um trabalhador de 42 anos, José Manuel Ojea Paços, morreu anteontem por conseqüência dos graves ferimentos que sofreu quando desenvolvia o seu trabalho para umha empresa auxiliar de Ence, em Louriçám. Os factos acontecêrom quando o operário da firma "Anselmo Gago", dedicada à recolha de ferro-velho, participava numha manobra de transporte de umha enorme peça metálica, e umha prancha de grande tonelagem acabou por cair em cima do operário.

Apesar de ser levado ainda com vida ao hospital, morreu duas horas depois. Nuns dias em que os meios de comunicaçom, corpos repressivos e porta-vozes institucionais tanto tenhem feito por estender o alarme contra umha suposta violência política anti-sistema, assinalando directamente o independentismo como culpado, o contínuo gotejar de mortes de trabalhadores e trabalhadoras nom parece despertar tanto interesse em uns e outros. Os empresários e as instituiçons responsáveis continuam sem renderem contas pola realidade de um mercado laboral, o galego, que ocupa os lugares mais altos no ranking do Estado e da Europa quanto a acidentes no trabalho.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema, publicadas durante 2005 no nosso portal

>>Setembro

Operário morto como conseqüência das queimaduras sofridas num acidente laboral em Cee (+...)

Operário de 25 anos morre numha obra de Ourense (+...)

>>Agosto

À espera de medidas concretas contra os acidentes laborais (+...)

Trabalhador de 25 anos morre em Vigo nas obras do IFEVI (+...)

Segurança no trabalho: confirma-se o baixo preço das mortes de obreir@s galeg@s (+...)

Mortes e despedimentos: violência patronal contra a classe trabalhadora continua (+...)

>>Julho

Sinistros laborais e impunidade: mais um operário morto na comarca de Vigo (+...)

Vigo: quinto obreiro morto no posto de trabalho em dous meses (+...)

Porto exterior: NÓS-UP reclama responsabilidades e CIG denuncia absoluta carência de segurança (+...)

Camionista morre nas obras do porto exterior da Corunha (+...)

>>Junho

Dous operários da construçom morrêrom nos últimos dias no posto de trabalho (+...)

>>Maio

Novo acidente laboral mortal, agora em Torre do Berzo (+...)

Outro operário morto enquanto trabalhava, desta vez em Vigo (+...)

Confirma-se responsabilidade patronal na morte de quatro operári@s em Ferrol (+...)

Outros três trabalhadores e umha trabalhadora morrem no posto de trabalho nos estaleiros de Ferrol (+...)

>>Abril

Jovem operário naval morre nos estaleiros de Ferrol (+...)

>>Março

Sinistralidade laboral aumentou na Galiza em 2004 (+...)

Mais umha vítima mortal por acidente laboral nas comarcas do Leste (+...)

>>Fevereiro

Operário da construçom morre no posto de trabalho no Berzo (+...)

Oito trabalhadores galegos do mar morrem no Cantábrico (+...)

>>Janeiro

Fene: jovem operário morto no posto de trabalho (+...)

Sinistros laborais graves aumentárom na Galiza 10% em 2004 (+...)

 

Voltar à página principal