Mulheres do Condado levam ao acto institucional as reivindicaçons do feminismo galego

26 de Novembro de 2005

Tal como informamos em dias passados, a Assembleia de Mulheres do Condado convocou por terceiro ano consecutivo umha concentraçom em Ponte Areas contra a violência machista, desta vez sob a legenda "Terrorismo machista, até quando?". Foi em frente à sede da Cámara municipal polas 20:30 horas, e participárom por volta das 30 mulheres.

Entre as palavras de ordem entoadas, salientárom "Nengumha agressom sem resposta, nengum agressor sem castigo", "Nom é a mini-saia, nom é o pantalom, na mente do machista está a provocaçom" e "viva a luita das mulheres".

No fim da concentraçom, as mulheres irrompêrom no acto institucional com as mesmas palavras de ordem, e lendo a responsável da AMC o comunicado publicado pola entidade feminista para a data de ontem.

Além da convocatória do Condado, diferentes cidades do País registárom mobilizaçons feministas, convocadas pola Marcha Mundial das Mulheres, e com participaçom das mulheres de NÓS-Unidade Popular. Vigo foi a maior, com umhas 400 pessoas. Em Ferrol (Trasancos) fôrom umhas 150, mais de 70 na Corunha, 75 em Ponte Vedra e 60 em Compostela. No web da organizaçom independentista podes ver mais informaçom e umha galeria fotográfica dos actos.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

A AMC realizou concentraçom de repulsa contra terrorismo machista (+...)

Concentraçom de repulsa polo assassinato de umha mulher em Ponte Areas (+...)

Assembleia de Mulheres do Condado denuncia criminalizaçom do feminismo na comarca (+...)



Voltar à página principal