Assembleia de Mulheres do Condado qualifica de sucesso as suas Jornadas Feministas

13 de Março de 2006

A organizaçom feminista Assembleia de Mulheres do Condado finalizou o ciclo de palestras e debates que realizou consecutivamente nos dous primeiros fins de semana do mês de Março sob a legenda "O futuro será feminino".

Tal como já anunciamos no nosso portal, na sexta-feira 3 de Março Sílvia Pérez Freire, socióloga e coordenadora do centro de dia para mulheres prostitutas de Alecrim, e a activista feminista viguesa Vitória Iglésias, intervinhérom num apaixonado e participativo debate sobre a prostituiçom que fijo pequeno o salóm de actos do Local Social Baiuca Vermelha de Ponte Areas.

No dia seguinte, representantes de MNG, Mulheres Transgredindo, da Marcha Mundial de Mulheres e da Assembleia de Mulheres do Condado (AMC) abordárom o "futuro e as perspectivas do feminismo galego", seguidas por um significativo núcleo de mulheres que participárom activamente no debate achegando diversos pontos de vista sobre a orientaçom do movimento pola emancipaçom da mulher no nosso país.

Polo seu interesse, reproduzimos integramente a intervençom de Ilduara Medranho em representaçom da AMC, que a própria entidade amavelmente nos encaminhou, junto a algumhas imagens das diversas palestras.

As historiadoras Noa Rios Bergantinhos e Vitória Martínez Rodríguez oferecêrom umha visom e reflexom histórica nas duas palestras realizadas a 10 e 11 de Março, dando a conhecer a situaçom da mulher no nacionalismo galego anterior à Guerra Civil e a nefasta experiência da "Sección Femenina" em Ponte Areas, respectivamente.

Concentraçom diante do Concelho de Ponte Areas

Tal como vem sendo umha constante desde a fundaçom da AMC, esta entidade realizou no dia 8 de Março, coincidindo com o Dia Internacional da Mulher Trabalhadora", umha concentraçom em frente da Cámara Municipal de Ponte Areas. No acto, após serem coreadas diferentes palavras de ordem contra a violência machista, a discriminaçom laboral das mulheres e em prol do movimento feminista, Sheila Fernandes leu um comunicado em nome da entidade convocante.


:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Movimento feminista galego saiu às ruas de Compostela reivindicando o seu papel como "imprescindível" (+...)

8 de Março: NÓS-UP adere aos actos feministas (+...)

Convocadas oito mobilizaçons com motivo do Dia da Mulher Trabalhadora (+...)

Jornadas feministas no Condado: o futuro será feminino (+...)

 

Voltar à página principal

 

 

Vista geral da sala de actos do centro social independentista de Ponte Areas durante umha das Jornadas de debate feminista