NÓS-UP avalia resultados das Eleiçons autonómicas

20 de Junho de 2005

NÓS-Unidade Popular publicou no seu web a análise provisória dos resultados saídos da convocatória eleitoral de ontem, dia 19 de Junho. No comunicado de NÓS-UP afirma-se a existência de umha evidente vontade de mudança por parte da maioria social galega, exprimida na maioria atingida pola soma das duas forças da oposiçom parlamentar, PSOE e BNG.

NÓS-UP denuncia também como "inaceitável e antidemocrática" a funçom dos votos chamados de "residentes ausentes", ante a sua evidente desvinculaçom com a realidade da Galiza e o enorme peso que tenhem na conformaçom do Parlamento autónomo. Daí que a força independentista dê já como vencedora a dupla PSOE-BNG, partindo dos votos emitidos na própria Comunidade Autónoma.

O comunicado de NÓS-UP avalia também a queda dos votos nacionais, que situam o BNG "nos parámetros de 1993", bem como o fortalecimento do voto espanholista, ligando-o com "abrandamento do discurso e a prática nacional e de esquerda dum BNG acobardado e acomplexado, plenamente integrado no discurso autonomista e social-democrata".

Finalmente, NÓS-Unidade Popular fai balanço do ligeiro fortalecimento do voto independentista, que supom o melhor resultado da história, com 4.363 votos, mantendo a FPG um maior número de sufrágios, embora à baixa, e subindo NÓS-UP. Além de valorizar esses resultados em funçom de um difícil contexto marcado polo dito "voto útil", a organizaçom independentista e socialista reafirma a sua vontade de caminhar para "a configuraçom desse plural espaço soberanista e de esquerdas que unido poderia ter atingido um resultado muito superior, representando o dinamismo que caracteriza os diversos agentes que conformamos a esquerda independentista galega."

 

Voltar à página principal