BRIGA informa sobre acusaçons aos três militantes que ontem ficárom em liberdade

3 de Junho de 2005

Como parte do acompanhamento informativo que estamos a fazer da vaga repressiva contra a entidade juvenil independentista BRIGA, reproduzimos na íntegra o comunicado em que BRIGA informa da situaçom jurídica em que ficam os três militantes libertados após terem passado 30 horas nos calabouços da Guarda Civil da Corunha.

Lembremos ainda que nas últimas horas foi detida umha quinta militante da entidade juvenil independentista, que continua no quartel da organizaçom armada espanhola na Corunha.

"Os três militantes detidos ontem saem em liberdade imputados de vários delitos

Às 19:00 h de hoje Vreixo Formoso, Afonso Mendes e Diego Bernal eram postos em liberdade após declararem nos julgados. As diligências abertas, incluem-nos como imputados da prática totalidade da agitaçom propagandística de murais e pintadas feitas durante a campanha contra o desfile das Forças Armadas o 29 de Maio. Se bem nom existem mais provas que as fotos das próprias pintadas e murais, estám obrigados a apresentar-se nos julgados nos dias 1 e 15 deste mês. Além de estarem imputados por injúrias e danos ao Exército, a Guarda Civil explica a acusaçom de "associaçom ilícita". Baseiam a sua brilhante investigaçom nos documentos secretos da página oficial de BRIGA, os textos constituintes, em que se expressa a vontade de "destruir a actual sociedade" (sic), o que era em sim mesmo um objectivo ilegal, e que portanto merecia abrir diligências judiciais. De resto, a detençom realizou-se de jeito totalmente irregular. É ilegal realizar umha detençom por um delito de faltas, e muito mais reter os detidos durante 30 h.

Além da demonstraçom de profunda intelectualidade dos quadros do corpo militar que realizou as investigaçons e detençons, devemos reflectir com estes factos sobre as possíveis linhas que a repressom espanhola vai seguir no futuro. Se este é o cenário num momento de instabilidade política para o PSOE, em que nom possui a maioria absoluta, que nom será quem de ordenar e permitir quando ratifique o seu controlo do Governo?

Seja como for, BRIGA transmite a sua mais firme intençom de continuar a luitar pola juventude trabalhadora da Galiza, sem atender a pressons do aparelho repressivo do Estado espanhol.

STOP à repressom contra a juventude!!!
Fora as forças de ocupaçom!!
"

 

:: Outras informaçons sobre o mesmo tema

Continua campanha repressiva: quinta militante de BRIGA detida em 24 horas (+...)

Três militantes independentistas de BRIGA continuam presos num quartel da Guarda Civil na Corunha (+...)

Guarda Civil detém quatro militantes de BRIGA ao longo desta quarta-feira na Corunha (+...)

 

Ir ao Especial sobre o Desfile militar espanhol na Corunha

Voltar à página principal

 

 

Faixa de BRIGA na manifestaçom de 29 de Maio contra o Desfile militar espanhol na Corunha