NÓS-UP critica "hipocrisia" do Governo municipal compostelano

30 de Março de 2006

A participaçom da Cámara Municipal de Compostela na "Gala pola liberdade de expressom em apoio a Leo Bassi e o Teatro Alfil", prevista para hoje em Compostela, é julgada por NÓS-UP como "paradoxal". Adiantando o seu incondicional apoio ao actor perante a campanha da extrema-direita católica contra o seu espectáculo teatral, a organizaçom da esquerda independentista critica em Compostela "a hipocrisia e cinismo do Governo municipal do PSOE-BNG", que aparenta ser "solidário e firme" na defesa da liberdade de expressom "a 500 quilómetros", enquanto na capital da Galiza é "responsável directo pola sua perseguiçom e repressom".

NÓS-UP lembra que dúzias de vizinhos e vizinhas fôrom e continuam a ser condenad@s "por exercerem algo tam básico e natural como a liberdade de expressom. Amparando-se na “Ordenança Municipal de Publicidade Estática e Meio Ambiente Urbano” Bugalho e Néstor Rego proibem exercitar direitos fundamentais, criminalizam o seu exercício vulnerando a mais elementar democracia".

A proibiçom da distribuiçom de propaganda política ou social "incómoda ou contrária aos seus interesses", a realizaçom de murais, colocaçom de faixas e mesmo a proibiçom de actos públicos da esquerda independentista som citados como exemplos para denunciar a contradiçom entre o que o Governo de Bugalho quer aparentar e o que é a sua prática no dia a dia.

NÓS-UP denuncia como PSOE mantém o rumo espanholista na Corunha

Também na Corunha, NÓS-UP denunciou a intençom do novo presidente da Cámara de impor novamente a bandeira espanhola no passeio do Orçám, depois de que o vento derrubasse o gigantesco mastro ali chantado polo ultra Francisco Vasques.

A formaçom independentista assinala o "cinismo" de fazer monumentos de exaltaçom ao projecto nacional espanhol, tentando vendê-los como "homenagens" a umha inexistente pluralidade por parte de quem leva tantos anos a excluir a nossa língua da vida oficial na Cámara Municipal da Corunha.

 

:: Mais informaçom sobre o mesmo tema

O vento fijo cair a bandeira espanhola de Francisco Vasques (+...)

 

Voltar à página principal

 

 

Dirigentes locais do PSOE continuam a dar mostras de hipocrisia e de um carácter reaccionário e antigalego