Por volta de cem pessoas manifestárom-se na Corunha em solidariedade com os três militantes de BRIGA detidos

19 de Maio de 2005

Por volta da centena de pessoas, procedentes de variados sectores que conformam o movimento contra o desfile militar previsto para o dia 29 de Maio, contestou solidariamente a detençom na manhá de ontem de três militantes de BRIGA quando derrubavam a estátua de Millán Astray na cidade da Corunha. A manifestaçom solidária convocada por BRIGA estava marcada inicialmente como concentraçom na estaçom dos comboios da Corunha às 20:30 horas.

Por volta das 21:00 horas, as pessoas concentradas iniciárom a marcha em direcçom à esquadra policial em que se encontravam detidos os três companheiros, coreando palavras de ordem solidárias, exigindo a sua libertaçom imediata e protestando contra o desfile militar previsto para o dia 29 de Maio na Corunha. A faixa de cabeça, assinada por BRIGA, exprimia a solidariedade com os detidos e exigia "que se vaiam", em referência às Forças Armadas espanholas.

A manifestaçom foi rodeada em todo o momento por elementos da Polícia de choque espanhola, que em grande número intimidou em todo o momento @s manifestantes, a começar já quando todas as pessoas concentradas fôrom identificadas umha a umha polos polícias.

Ante a esquadra, os gritos solidários fôrom seguramente ouvidos polos companheiros detidos, apesar de que as carrinhas e efectivos policiais impedírom que @s concentrad@s se aproximassem. O advogado expujo a situaçom em que se encontram os três activistas presos, que finalmente fôrom obrigados a passar a noite nos calabouços e amanhá serám conduzidos ante o juiz ou juíza de instruçom. Os três negárom-se a declarar na esquadra policial. Segundo o advogado, a Polícia espanhola pretende acusá-los de "injúrias ao exército" e "danos".

O representante de BRIGA agradeceu a solidariedade d@s participantes e informou também da concentraçom solidária convocada para hoje às 10 horas da manhá ante os julgados da Corunha, onde é previsto que os três jovens sejam conduzidos para declararem.

Como em cada novo episódio repressivo dos que ultimamente inçam a actualidade na Galiza, Primeira Linha em Rede quer transmitir todo o apoio aos três detidos e a solidariedade à organizaçom juvenil independentista BRIGA no seu conjunto.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Detidos três militantes de BRIGA quando derrubavam a estátua de Millán Astray na Corunha (+...)

Jovens independentistas contra a presença militar espanhola na Galiza (+...)

Sucedem-se iniciativas contra a presença militar espanhola na Galiza (+...)

Primeira iniciativa contra o desfile das Forças Armadas espanholas na Corunha é reprimida policialmente (+...)

Nom os queremos (+...)

Convocatória popular para constituir plataforma contra desfile militar espanhol na Corunha no Dia das Forças Armadas (+...)

NÓS-UP rechaça Dia das FFAA espanholas na Corunha (+...)

 

Voltar à página principal

 

 

Vista da esquadra policial, "defendida" por numerosos efectivos policiais, que impedírom que @s manifestantes se aproximassem
Antes de marcharem em manifestaçom, as pessoas participantes concentrárom-se ante a estaçom dos comboios
Representantes de BRIGA à frente da marcha solidária e contra o desfile militar, rodeada de perto em todo o momento por polícias de choque espanhóis
Concentraçom final ante a esquadra, onde se coreárom palavras de ordem em apoio aos detidos e à acçom contra o militarismo e o fascismo espanhóis