NÓS-Unidade Popular apresenta análise da proposta de Estatuto do BNG

17 de Janeiro de 2006

NÓS-Unidade Popular publicou no seu web nacional a análise da proposta de reforma de Estatuto elaborada polo BNG. O texto contém umha descriçom analítica de cada um dos títulos concretos que inclui e do contexto em que se produz, além da posiçom da própria organizaçom independentista perante o mesmo.

Reconhecendo os conteúdos soberanistas da proposta do Bloque, NÓS-UP considera-a "em grande medida um típico engano de jogo de cartas", umha vez que sabe que nom tem nengum futuro, sendo precisamente as partes mais avançadas aquelas que irám cair na primeira troca negociadora com as outras duas forças parlamentares.

Além do mais, NÓS-UP mantém que "sem o reconhecimento expresso do direito de autodeterminaçom, nom consideramos legitimado democraticamente qualquer que seja o status de integraçom no Estado espanhol do nosso país, e denunciamos a unilateralidade do estabelecimento de dito status enquanto, por muito que se fale da abertura do mais amplo dos debates a nível galego, este tam só será reconhecido desde que seja sancionado polas instituiçons espanholas".

NÓS-UP reivindica por isso um processo em que nengumha força poda vetar nem descartar saídas de futuro para a Galiza, incluída a autodeterminaçom nacional, face a um debate claramente marcado polo espanholismo aos reduzidos limites da Constituiçom espanhola de 1978. Um jogo a que o BNG nom devia submeter-se, por antidemocrático e imposto.

Recomendamos a leitura integral do documento de NÓS-Unidade Popular, que está já disponível no seu web.

 

Voltar à página principal