Inquérito situa em 10% a populaçom galega favorável à independência da Galiza

19 de Dezembro de 2005

O jornal espanholista La Voz de Galicia publica hoje os resultados de um inquérito segundo os quais 10% da populaçom galega defende a independência do País. Apesar de responder à iniciativa de um dos agentes mediáticos mais activos do espanholismo mais reaccionário instalados na Galiza, o inquérito descarta assim a suposta "irreleváncia" do sentimento soberanista existente no povo galego.

Outra das perguntas contidas no citado inquérito di respeito ao sentimento nacional, e aí 8,1% se reconhece como unicamente galeg@s e 24,6% afirmam sentir-se mais galeg@s do que espanhóis. Em frente, 11,4% di ser mais espanhol/a do que galeg@ e 7% só espanhol. Há que salientar que a percentagem de espanhóis de origem presentes na Galiza supera já amplamente os 10%, o que indicaria umha relativa adaptaçom à nacionalidade galega de umha parte dessa fatia imigrante de origem hispana. 48% dim ser tam espanhóis como galeg@s.

O estudo revela ainda a insatisfaçom de boa parte dos galegos e galegas com o nível de soberania, mostrando-se 49'6% favoráveis a um aumento que poda incluir reformas constitucionais.

Com todas as cautelas que estudos feitos por entidades privadas a soldo de empresas mediáticas tam reaccionárias e pró-espanholas como La Voz de Galicia inspiram, este confirma a existência de um significativo, embora minoritário, sector da populaçom galega favorável às teses independentistas. Porém, esse sector nom encontrou até hoje cauce de representaçom política, devido à dispersom de forças na esquerda independentista e ao desprezo do BNG pola soberania nacional plena. Lembremos que, em datas recentes, essa força definiu o independentismo como correspondente a expressons políticas "residuais" no seio do nosso povo.

 

Voltar à página principal