Resistência iraquiana fai 40 baixas no interior de umha base ianque

28 de Março de 2006

Umha base gerida polo Exército norte-americano com ajuda da tropa sipaia iraquiana em Tel Afar, 470 quilómetros a Norte da capital, foi atacada pola resistência em território sunita, fazendo nom menos de 40 baixas mortais entre as forças ocupantes estado-unidenses e auxiliares do Governo fantoche pró-imper¡alista.

O ataque é a resposta à selvagem ofensiva imperalista no passado mês de Setembro na mesma regiom, em que morreram 153 pessoas e outras 300 foram seqüestradas polo Exército de ocupaçom dos EUA.

Além disso, confirma-se que no último domingo as tropas ianques assassinárom 20 xiitas no interior de umha mesquita, o que até provocou protestos formais do governador da província de Bagdad perante o comando imperialista. A operaçom estado-unidense concluiu com um número indeterminado de pessoas detidas e com a destruiçom da mesquita, à qual a tropa prendeu lume.

Quando acaba de cumprir-se o terceiro aniversário do início da guerra de ocupaçom norte-americana contra o povo iraquiano, a fortaleza da resistência patriótica é cada vez maior e o número de vítimas do conflito nom deixa de aumentar. Contodo, a produçom de petróleo é inferior à anterior à ocupaçom, graças à actividade resistente de um povo que nom se resigna a ver o seu país espoliado e destruído.

A estratégia imperialista parece dirigir-se a provocar um confronto civil que impida a recuperaçom da soberania e prolongue a dependência do Iraque a respeito da Casa Branca. Bush e os neo-nazis do complexo militar-industrial e do sector energético que sustentam a política exterior ianque continuam a recusar-se a admitir umha derrota cada vez mais palpável.

 

Voltar à página principal