Novas entidades aderem à mobilizaçom nacional anti-repressiva, que decorrerá finalmente no dia 18 de Dezembro

28 de Novembro de 2005

A iniciativa posta em andamento há umha semana no Centro Social O Pichel de Compostela, com participaçom de umha quinzena de entidades de todo o tipo, e que decidira a realizaçom de umha mobilizaçom nacional aberta e plural como resposta às campanhas repressivas da Guarda Civil contra a juventude independentista, somou neste fim de semana novas adesons.

A incorporaçom de novas entidades diversas à iniciativa unitária recomendou o adiamento da manifestaçom para o domingo dia 18 de Dezembro, o que poderá permitir umha melhor preparaçom da resposta anti-repressiva e eventuais novas incorporaçons à mobilizaçom.

Plataforma Galega contra a Repressom

A convocatória, que como já anunciamos anteriormente responderá à legenda "Em defesa dos nossos direitos. PAREMOS A REPRESSOM", pertence à chamada Plataforma Galega contra a Repressom, que inclui, além das diversas entidades da esquerda independentista, mais de vinte organizaçons sociais, culturais, políticas, anti-repressivas, etc. Espera-se que novas entidades podam vir a aumentar a lista aberta de entidades promotoras durante as próximas semanas, garantindo assim a necessária resposta unitária às vagas repressivas do Estado espanhol contra o independentismo e os movimentos sociais galegos.

Nos próximos dias informaremos das novidades que se forem produzindo na preparaçom da manifestaçom do dia 18, mas queremos começar por expressar o apoio sem reservas d@s independentistas comunistas a esta ampla convocatória do movimento popular galego. Sem dúvida, a unidade e a luita marcam o caminho da nossa liberdade.


Voltar à página principal