Massiva mobilizaçom em Ponte Vedra contra a presença de ENCE Celuloses

6 de Junho de 2005

A do passado sábado foi umha das maiores manifestaçons populares da história de Ponte Vedra, contra umha das também maiores agressons ambientais contra essa comarca e a sua ria. Várias dezenas de milhares de pessoas marchárom polas principais ruas da cidade exigindo que ENCE-ELNOSA leve a sua fábrica de celulose fora da ria e deixe assim de envenenar o ambiente e a saúde da populaçom.

Um grande número de organizaçons políticas, sindicais e sociais de todo o tipo apoiavam a manifestaçom convocada pola Plataforma pola Defesa da Ria, cuj@s representantes seguravam a faixa que encabeçava a marcha, com a legenda "Pola recuperaçom da ria, a saúde e mais postos de trabalho. ENCE fora da ria".

O MLNG, várias de cujas entidades assinavam a convocatória oficial, participou activamente tanto apelando nas últimas semanas a participar massivamente, como na mesma manifestaçom. Um cortejo muito numeroso conformado por duas faixas de NÓS-Unidade Popular, umha outra da AMI e umha de BRIGA, além da que também levou o centro social A Reviravolta, de Ponte Vedra. Membros do citado centro social levárom também umha vistosa maqueta que representava a factoria de Ence.

Entre as palavras de ordem coreadas, salientárom "Ence fora da Galiza", "Ence pim pam pum", "Mendez terrorista ambiental", "Independência", "Galiza ceive poder popular" e "PSOE-PP, a mesma merda é".

Tal como já tem acontecido noutras ocasions, conhecidos membros da UPG-BNG conformárom ao longo do percurso escudos humanos de protecçom das entidades bancárias, ao tempo que integrantes do cortejo autonomista se preocupavam por ocupar postos de relevo na marcha, numha clara instrumentalizaçom eleitoral da jornada.

A manifestaçom concluiu na praça de Sam José, de reduzidíssimo tamanho para as previsíveis dimensons que iria tomar a mobilizaçom. Este facto provocou que a maior parte de manifestantes nom pudessem aceder à praça quando o representante da Plataforma convocante leu o texto final.

Membros da UPG-BNG e de Galiza Nova tratárom também de obstaculizar violentamente o acesso do cortejo independentista à praça de Sam José, provocando alguns confrontos e conseguindo desluzir o fim da histórica manifestaçom em defesa do meio natural galego.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

NÓS-UP chama em Ponte Vedra a participar na manifestaçom de sábado contra ENCE (+...)

 

Voltar à página principal