O vento fijo cair a bandeira espanhola de Francisco Vasques

26 de Março de 2006

Eram muitas e muitos os corunheses, as galegas e galegos que queríamos ver cair a "rojigualda" gigante imposta por Vasques. Afinal, a custódia policial da bandeira nom pudo evitar que o vento a arrancasse de raiz nesta mesma tarde, devido ao forte temporal de vento que percorreu a Galiza.

É verdade que gostaríamos de que a eliminaçom deste símbolo da espanholidade obrigatória, custodiado policialmente desde que irrompeu no horizonte costeiro da Corunha, se verificasse de outro jeito. Porém, nom podemos deixar de manifestar a nossa satisfaçom pola desapariçom da paisagem urbana corunhesa, de umha simbologia tam antiestética como ofensiva.

A atitude que agora tome o novo presidente da Cámara nomeado por Francisco Vasques antes de partir para o Vaticano, Javier Losada, vai dar-nos ideia de até que ponto está diposto a aplicar a política ultra do seu predecessor no cargo. Esperamos que evite seguir o caminho de Vasques e desista de levantar novamente umha bandeira que insulta a nossa dignidade de galegos e galegas.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Dirigentes do PSOE na Galiza aproveitam "Dia da Raça" para reivindicarem a "unidade espanhola", ante o sepulcral silêncio do BNG (+...)

Imagens do acto institucional do espanholismo e das cargas policiais (+...)

"Fora, fora fora, a bandeira espanhola!": violência policial contra a dignidade galega na Corunha (+...)

Convocatória aberta de rechaço à agressom espanholista de Vasques (+...)

Francisco Vasques entoa canto desafinado à "unidade de Espanha" (+...)

 

Voltar à página principal

 

 

A bandeira de Espanha "foi-se com o vento"