Dous operários da construçom morrêrom nos últimos dias no posto de trabalho, em Gondomar e Alhariz

4 de Junho de 2005

Nos últimos dias continua a aumentar o número de obreir@s vítimas da falta de segurança no mercado laboral galego. Desta vez foi no sector da construçom que dous operários morrêrom enquanto desenvolviam o seu trabalho, um em Gondomar (comarca de Vigo), Horácio Lourenço Ramilo, de 34 anos, e um outro em Alhariz (comarca de Arnóia), Óscar V. D., de 26 anos.

No primeiro caso, a morte produziu-se ao cair-lhe em cima umha prancha metálica de umha altura de nove metros, enquanto no caso do obreiro da comarca de Arnóia foi também golpeado pola queda de umha pilha de tijolos.

HOrácio Lourenço trabalhava para a empresa auxiliar naval Ganain SL, no polígono industrial de Víncios, em Gondomar, enquanto Óscar V. trabalhava numha obra na vila alaricana.

No caso de Vigo, a comarca registou já três mortes em acidente laboral durante as últimas duas semanas, o que provocou numha manifestaçom de milhares de operários no passado dia 2 de Junho polas ruas viguesas reivindicando segurança no trabalho, ao tempo que se estabeleceu umha comissom negociadora para exigir à inspecçom do Trabalho e à Administraçom autonómica medidas reais para deter as mortes e acidentes contínuos no sector naval galego.

Lembremos que, apesar das numerosas mortes e acidentes que, na maioria dos casos, deixam ver um desleixo sistemático por parte dos responsáveis patronais e políticos da área, nengum empresário nem cargo político foi condenado por nengumha das mortes e acidentes acontecidos nos últimos meses no mercado laboral galego.

 

:: Outras informaçons sobre o mesmo tema

Novo acidente laboral mortal, agora em Torre do Berzo (+...)

Confirma-se responsabilidade patronal na morte de quatro operári@s em Ferrol (+...)

Outros três trabalhadores e umha trabalhadora morrem no posto de trabalho nos estaleiros de Ferrol (+...)

 

 

Voltar à página principal