Outro operário morto enquanto trabalhava, desta vez em Vigo

24 de Maio de 2005

Um operário da construçom morreu ao cair de umha altura de sete metros enquanto trabalhava numha obra em Vigo, num novo caso de sinistro laboral, verdadeira lacra do capitalismo na Galiza ao qual as instituiçons públicas se recusam a fazer frente.

O obreiro, Leonardo A. N., de 47 anos de idade, trabalhava para a empresa Obras Nuevas, Licencias y Construcciones, e era vizinho de Valadares e pai de três filhos dentre 4 e 12 anos. O acidente aconteceu às 10:45 horas da manhá de ontem, quando o operário realizava labores de desencofragem e caiu a um pátio interior golpeando a cabeça contra o cimento do chao.

O acontecimento causou grande comoçom no bairro, mas todo indica que, mais umha vez, será esquecido sem apurar nengumha responsabilidade por parte da empresa para a qual trabalhava ou do próprio Patronato no seu conjunto. Também a Junta e o Governo espanhol ficarám mais umha vez impunes ante a responsabilidade que lhes corresponde na falta de garantias de segurança num mercado de trabalho cada vez mais precarizado como é o galego.

 

Voltar à página principal