Padrom: Governo municipal do PP reclama a NÓS-UP devoluçom de placas franquistas

25 de Março de 2006

A campanha desenvolvida por NÓS-Unidade Popular contra a permanência de símbolos fascistas durante os últimos meses continua a servir para limpar numerosas vilas e cidades de lixo franquista, mas também para que alguns políticos se mostrem como o que realmente som: uns fascistas. A organizaçom independentista e socialista informa no especial dedicado à campanha que criou em dias passados das iniciativas que continuam a dar conteúdo à mesma.

Assim aconteceu em Padrom, governado polo PP e onde, no dia 21 deste mês, membros de NÓS-UP retirárom placas fascistas em diversas ruas com nomes como "Calvo Sotelo" ou "Generalísimo Franco" (sic). Mas, neste caso, o mais significativo foi a reacçom do Governo muncipal, presidido por Jesús Vilamor Calvo, do Partido Popular, que nom só nom acedeu a retirar a exaltaçom do fascismo das "suas" ruas, como incluso ameaçou com denunciar as pessoas que retirárom as citadas placas se nom forem imediatamente devolvidas por NÓS-Unidade Popular. Além disso, o presidente da Cámara do PP riscou de "antidemocrática" a retirada dos nomes fascistas das ruas de Padrom.

Longe de um despiste ou desleixo por parte da direita governante, Vilamor Calvo retrata-se como o que realmente é: um fascista mal reciclado. Em definitivo, temos o PP mais umha vez em acçom, defendendo o seu modelo de "Espanha democrática".

Campanha antifascista continua

Do mesmo jeito, no dia 22 foi Ordes a vila em que se denunciou a presença de monumentos e outros ícones da ditadura fascista. Já no passado mês de Dezembro foram retiradas placas com nomes franquistas, mas há três dias foi a vez do monumento ao chamado "Soldado Lois", considerado "herói" dos golpistas pola sua actividade contra a legalidade republicana no ano 37.

A dia de hoje, o web do Concelho de Ordes continua a homenagear o "Soldado Lois" dizendo que se trata de um "herói da nossa Guerra Civil Espanhola". A estátua foi pintada de cor-de-rosa por membros de NÓS-UP, que fôrom posteriormente retidos por forças policiais espanholas.

Há que lembrar que Ordes é, comparativamente ao seu número de habitantes, um dos concelhos percentualmente mais castigados pola violência fascista, com grande número de fusilad@s e passead@s. NÓS-UP reclamou ao Governo municipal de Ordes que o monumento ao "Soldado Lois" seja subtituído por um outro que lembre as autoridades muncipais destituídas polo golpismo fascista em 1936 e a vizinhança do concelho assassinada e represaliada.

E repressom também continua

A resposta repressiva também está a continuar, por parte das instituiçons que mantenhem os símbolos fascistas. Quatro membros de NÓS-Unidade Popular fôrom citados a declarar na passada quarta-feira dia 22 de Março em Ferrol, acusados de "delito de danos", acusados de terem pintado de cor-de-rosa umha "cruz dos caídos" dedicada a José Antonio Primo de Rivera no concelho de Neda. Curiosamente, a Cámara Municipal está em poder do PSOE e IU, o que nom impediu a denúncia da instituiçom municipal contra os quatro independentistas.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Mais símbolos fascistas retirados: viaduto de entrada ao centro da Corunha já nom é "del Generalísimo" (+...)

NÓS-UP nom cede à repressom: retirada de simbologia franquista continua (+...)

NÓS-Unidade Popular sofreu jornada de perseguiçom política por parte da Guarda Civil (+...)

Evidente objectivo criminalizador na campanha repressiva contra NÓS-UP (+...)

Campanha independentista contra os símbolos franquistas continua a bom ritmo (+...)

Iniciativa popular elimina vidraça fascista da Cámara Municipal de Tui (+...)

Mais símbolos fascistas eliminados no Condado (+...)

Continua retirada de placas franquistas no Sul da Galiza (+...)

NÓS-UP retirou hoje umha placa franquista do bairro de Carança, em Ferrol (+...)

Cruzes fascistas pintadas de cor-de-rosa em Neda e Fene (+...)

NÓS-UP denuncia permanência de monólito franquista na Corunha (+...)

NÓS-Unidade Popular elimina directamente diversas placas fascistas das ruas de Ponte Areas e as Neves (+...)

Dirigentes de NÓS-UP detidos em Ferrol ficárom livres com cargos (+...)

Pintam de cor-de-rosa a casa natal de Franco e eliminam placa de mármore com o seu retrato da fachada. Quatro detidos (+...)

 

Voltar à página principal

 

 

Fragmento do expediente em que os fascistas reconhecem os "serviços prestados" polo soldado Lois contra as "forças navais vermelhas"