Palestina: "a história é a favor dos pequenos"

4 de Fevereiro de 2006

Parafraseando a cançom do cantor cubano Silvio Rodríguez, na Palestina, "a história é a favor dos pequenos". Estudos estatísticos oficiais feitos públicos polo Instituto Central Palestiniano de Estatísticas (ICPE) afirmam que a tendência demográfica na Palestina fará com que a populaçom árabe se iguale em número com a israelita em 2010, factor que pode ser determinante na evoluçom do conflito, como já está a ser noutros casos como o irlandês.

Com efeito, esses dados afirmam que no fim de 2005 a populaçom palestiniana era de 10.1 milhons de pessoas, dos quais 3.8 moram nos territórios palestinianos, 2.4 na Cisjordánia e 1.4 na Faixa de Gaza. Além disso, outro milhom e cem mil pessoas vive em território israelita, três milhons na Jordánia e 462.000 na Síria.

O relatório indica ainda que a populaçom palestiniana no mundo vai ver-se duplicada daqui a 2028, atingindo as 20.200.000 pessoas.

Na actualidade, 42.5% da populaçom tem a condiçom de refugiada e @s menores de 15 anos representam 45.8%, face aos maiores de 65 anos que representam apenas 3.1%. A média de idade é muito baixa, situando-se nos 16.7 anos. O alto índice de natalidade e a melhoria dos serviços sanitários na última década permitiu reduzir os índices de mortalidade infantil.

A populaçom palestiniana contrasta com a judia pola juventude da primeira, bem como a tendência a igualar-se em número com a segunda. Na actualidade, na Palestina vivem 4.9 milhons de palestinian@s, face aos 5.3 milhons de judeus que ocupam o chamado Estado de Israel.

Ao ritmo previsto polo estudo referido, em 2010 haverá um número similar de palestinian@s e judeus no palco do conflito, o que poderá favorecer que o povo palestiniano mantenha e mesmo incremente a sua resistência e luita de libertaçom nacional, apesar das condiçons extremas de repressom impostas polo poderoso Estado sionista.

Outros casos indicam a importáncia do factor demográfico no desenvolvimento de conflitos históricos. É o caso dos condados do Norte da Irlanda, onde o crescente peso populacional irlandês tem favorecido até hoje a progressiva emancipaçom do povo irlandês face à populaçom colona pró-unionista.



:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

«Nunca digas "nunca Hamas"» (+...)

A liçom de Hamas (+...)

 

Voltar à página principal

 

 

Factor demográfico joga a favor da luita palestiniana