Assembleia de Mulheres do Condado convoca concentraçom de repulsa polo assassinato de umha mulher em Ponte Areas

15 de Novembro de 2005

Reproduzimos a seguir o comunicado com que a Assembleia de Mulheres do Condado (AMC) convoca umha concentraçom de repulsa depois de que umha nova mulher tenha sido assassinado polo seu marido, desta vez na vila de Ponte Areas.

Vizinha de Ponte Areas de 77anos assassinada polo seu marido
Concentraçom diante do Concelho de Ponte Areas

Hoje dia 14 de Novembro J.S.G., vizinha de Ponte Areas de 77 anos de idade foi assassinada a cutiladas a maos do seu marido ao redor das 6:00h. Há que destacar que J.S.G. nom podia caminhar e atopaba-se na sua cadeira de rodas cuando foi acutilada. Ela é a segunda vítima do terrorismo machista na Galiza no que vai de ano. A anterior, de nome Natália contava com tam só dous anos de vida.

Os assassinatos de mulheres enquadram-se num marco de violência machista do qual as nossas mortes som tam só a ponta do icebergue. Nos oito primeiros mêses de 2005 na base de dados de Justiça da CAG registrárom-se 43.120 denúncias por maos tratos cifra que contrasta com o ano anterior no que se registraram 47.161. A imensa maioria dos maltratadores safam-se da cadeia, pois os juízes aplicam suaves condenas, e na maioria das ocasions escandalosos atenuantes que provocam que muitas vezes, após rídiculas sentenças condenatórias inferiores a dous anos, estes agressores voltem a atacar as suas vítimas.

Hoje o terrorismo machista acaba de cobrar-se mais umha vítima, vem de sesgar a vida de mais umha mulher, de mais umha de nós. Hoje a vítima é mulher e vizinha. Hoje mais umha vez volta a evidenciar-se que o terrorismo machista está presente, que está no nosso entorno e que nos "acompanha" no nosso a dia dia.

A Assembleia de Mulheres do Condado foi criada em Junho de 2003 por um grupo mulheres conscientes da situaçom de discrinaminaçom, opressom, violência... à qual as mulheres temos que fazer fronte diariamente por parte dos homens, com a finalidade de conscienciar e unir os esforços de todas nós para denunciar e exigir respeito e igualdade.

Desde a Assembleia de Mulheres do Condado chamamos ao povo de Ponte Areas a participar da concentraçom que terá lugar amanhá 15 de Novembro às 16:30h diante do Concelho de Ponte Areas.

Desde a AMC fazemos um chamamento específico às autoridades do Concelho de Ponte Areas para que secundem a convocatória e amosem assim a sua repulsa ao terrorismo machista e a sua solidariedade com @s familiares e conhecid@s da vítima.

Ponte Areas, a 14 de Novembro de 2005


Voltar à página principal