Trabalhadores do mar mobilizam-se na Corunha contra o porto exterior

25 de Janeiro de 2005

O colectivo de percebeiros atingidos polas obras do porto exterior da Corunha começou umha campanha de mobilizaçons e denúncia contra a Conselharia das Pescas, que até agora se tem recusado a atender as reclamaçons de mais de 200 pessoas prejudicadas por umhas obras de grande impacto ambiental e económico na costa corunhesa.

Meia centena de representantes de percebeir@s e de pescadores/as do litoral concentrárom-se em frente da Delegaçom provincial da Conselharia das Pescas, num espectacular protesto polos graves prejuízos que está a supor a agressom das obras do porto exterior contra a forma de vida desses trabalhadores e trabalhadoras do mar.

O colectivo, apoiado pola CIG, exigiu à Delegaçom um encontro para discutir as compensaçons económicas pola paralisaçom obrigatória da actividade profissional nessa área do litoral. "Polo nosso futuro e os nosso direitos, soluçom já" foi a palavra de ordem da convocatória, que é apenas a primeira de umha série até que a Conselharia @s convoque a umha reuniom em que a Administraçom, a Autoridade Portuária e os trabalhadores e trabalhadoras negoceiem umha saída ao conflito.

Para além das perdas sofridas de maneira imediata por esse colectivo de trabalhadores e trabalhadoras do mar, por volta dos 17 milhons de euros, o dano produzido polo empreendimento promovido polas instituiçons local e autonómica no litoral corunhês será tam grave como desnecessário, umha vez que um porto similar já existe na entrada da Ria de Ferrol, a poucos quilómetros, e de igual custo ambiental já irreperável. A zona da Lagosteira, em que se realizam as obras, é especialmente rica em percebe e peixe, tendo ficado na actualidade os fundos muito deteriorados pola lama produzida polos movimentos de terras e polos restantes efeitos de umha agressom ambiental de envergadura.

 

 

Voltar à página principal

 

 

Os trabalhadores do mar começárom as mobilizaçons contra os efeitos das obras do porto exterior num sector económico fundamental na zona