Guarda Civil continua à caça de independentistas

30 de Dezembro de 2005

A detençom ontem de um jovem militante da AMI em Ourense confirma o rumo empreendido no mês e Maio pola Guarda Civil, que já supujo a arbitrária captura de 17 pessoas acusadas de "delitos" como a associaçom ilícita (nas organizaçons BRIGA e AMI), as injúrias ao Exército espanhol e outras de claro conteúdo político.

O jovem detido em Ourense foi conduzido ao quartel das Cancelas, em Compostela, onde terá passado a noite à espera de depor perante as autoridades judiciais hoje mesmo. A entidade anti-repressiva Ceivar convocou concentraçons de denúncia desta nova actuaçom repressiva em Compostela e Ourense, às 10'30 e às 20 respectivamente.

Mais umha vez, de Primeira Linha manifestamos a nossa solidariedade com o detido e a sua organizaçom, denunciando a estratégia de repressom com que o Estado espanhol quer criminalizar o movimento juvenil independentista galego.

 

Voltar à página principal