NÓS-UP alerta contra a espanholizaçom da Televisom Digital Terrestre e reclama nova normativa legal

29 de Novembro de 2005

Dentro da contínua apresentaçom de iniciativas ao Governo da Junta da Galiza, NÓS-Unidade acabou de difundir um comunicado em que alerta contra o papel que a implantaçom da Televisom Digital Terrestre (TDT) jogará na espanholizaçom do nosso país, se nom forem tomadas medidas urgentes que o evitem.

A organizaçom política independentista cita a normativa legal aprovada polo PP, que reduz a uns ridículos 10% a faixa horária em que os novos canais deverám emitir na nossa língua. Sublinha ainda que os primeiros frutos dessa normativa som a concessom por parte do anterior Executivo autonómico de licenças a La Voz de Galicia e à Cadena Cope, "empresas de comunicaçom significadas pola sua prática anti-galega".

NÓS-UP pede ao bipartido governante que adopte medidas concretas que garantam "a defesa da nossa língua e da pluralidade informativa". Essas medidas partiriam da anulaçom das licenças irregularmente outorgadas polo PP às citadas empresas, e a aprovaçom de umha nova normativa legal que obrigue as aspirantes a licenças à "emissom íntegra na nossa língua por parte dos novos canais".

A outra grande preocupaçom exprimida por NÓS-Unidade Popular di respeito à garantia da pluralidade informativa, "evitando a concentraçom de canais nas maos de um grupo reduzido de grandes empresas, e apoiando iniciativas populares, a nível comarcal e nacional, interessadas em assumir canais e conteúdos televisivos ligados à realidade e a iniciativa popular".

Finalmente, a proposta independentista inclui a inclusom de conteúdos provenientes dos países de língua oficial portuguesa, nomeadamente do vizinho Portugal. Podes ler na íntegra a iniciativa de NÓS-UP no seu web nacional.


:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

O PP quer deixar "atado e bem atado" o panorama audiovisual na Galiza (+...)

A Junta abre as portas à espanholizaçom da nova Televisom Digital Terrestre (+...)


Voltar à página principal