Dia das Letras: iniciativas culturais de base um pouco por toda a Galiza (e no estrangeiro)

16 de Maio de 2006

Mais um ano, coincidindo com o Dia das Letras, entidades culturais e normalizadoras promovem actividades locais um pouco por toda a Galiza, com a reivindicaçom da língua no centro de todas elas. Compostela, Ponte Vedra, Ponte Areas e inclusive a portuguesa Coimbra, participam neste novo Dia das Letras.

Citamos só algumhas -aquelas de que recebemos informaçom- das numerosas iniciativas locais convocadas por associaçons e entidades populares da Galiza (e nom só) de todo o tipo, coincidindo com a jornada do 17 de Maio:

Compostela

No Centro Social "O Pichel", na rua Santa Clara, 21, após umha noite de projecçons de curtas-metragens em galego no dia 15, o Dia das Letras incluirá um jantar pola língua, a partir das 14 horas, seguido do sorteio produtos gastronómicos e um concurso de adivinhas. Já às 16.30h, começará umha ruada normalizadora, concluindo a jornada com umha foliada a partir das 19 horas

Ponte Vedra

Ponte Vedra acolherá, mais um ano, a Festa da Língua, na praça da Verdura, incluindo um Bookcrossing (solta de livros viageiros), umha ruada pola zona velha a cargo do quarteto de música tradicional "Sachadiço", a actuaçom do cantor brasileiro de vossa nova "Carlo Dantas" e um jantar popular no Campinho de Santa Maria, seguido de um recital poético com autores e autoras como Belém de Andrade, Vítor Gulias, Sílvia Capom e Xaime Esteves.

A organizaçom corresponde ao Centro Social «A Revira» e ao Movimento Defesa da Língua, contando com a colaboraçom da Cámara Municipal de Ponte Vedra.

Ponte Areas

Na vila do Condado, a Associaçom Galeguiza organiza a sua III Festa dos Maios a partir das 10.30 horas da manhá, contando com a actuaçom de Servando e o grupo de Danças do Mundo Monteira. De tarde, um grupo musical brasileiro achegará a cultura musical desse grande país de língua oficial galego-portuguesa. Funde assim Galeguiza a recuperaçom da festa popular dos Maios com a reivindicaçom lingüística no Dia das nossas Letras.

Também a a Assembleia Aberta da Baiuca Vermelha adere aos maios de Galeguiza, organizando um "Jantar popular pola nossa língua" a partir das 15 horas.

Coimbra (Portugal)

A novidade chega este ano de Coimbra, onde a Plataforma Coimbra-Galiza organiza umhas "Jornadas sobre a língua galega", que incluirám, no dia de 17, a projecçom das curtas-metragens de produçom galega "Hai que botalos", um recital poético na rua, dedicado a Celso Emílio Ferreiro, e umha palestra intitulada "Galego e português: a mesma língua?", a cargo de Ángelo Meraio, activista pola defesa da língua e membro da associaçom lisboeta GZ.PT.

Pasaia (Euskal Herria)

Também no País Basco se comemora o nosso Dia das Letras. Embora nom coincida com o mesmo 17, nom queremos deixar de transmitir a informaçom que o colectivo basco-galego "Fato Cultural Daniel Castelao", de Pasaia, nos fijo chegar sobre as iniciativas que organiza para os dias 19, 20 e 21, incluindo umha conferência sob a legenda "Os marinheiros galegos nas luitas sociais do Trintxerpe republicano" (dia 19 às 19.45h.), a cargo do historiador Dionísio Pereira; a projecçom do documentário "Ánxel Casal: a luz impresa" (dia 20 às 12 horas); e umha homenagem popular a Castelao que contará com a actuaçom do Grupo de Gaitas de Hernani "Novas Fontes" (dia 21 às 12 horas).

 

Voltar à página principal