NÓS-UP rejeita presença institucional do monarca espanhol em Ferrol

13 de Julho de 2006

NÓS-Unidade Popular emitiu um comunicado em que exprime o seu rejeitamento à presença institucional do rei de Espanha na cidade galega de Ferrol, nesta sexta-feira. A organizaçom soberanista galega critica o investimento de recursos públicos para o que denomina "recebimento fora de lugar a umha figura institucional que nom representa o conjunto dos ferrolanos e as ferrolanas".

O chefe do Estado espanhol participará sexta-feira numha visita à cidade de carácter civil ao noroeste galego, contra o que é costume nas visitas a Ferrol de membros da família real espanhola, que costumam ter carácter militar.

Desta vez, Juan Juncal, presidente da Cámara polo PP, e Emilio Peres Tourinho, presidente da Junta da Galiza polo PSOE, renderám vassalagem ao monarca espanhol, enfeitando lugares emblemáticos da cidade para a recepçom a Juan Carlos de Bourbon. NÓS-UP, rejeitando por princípio a instituiçom monárquica, "medieval e baseada na desigualdade das pessoas desde a nascença", lembra no seu comunicado que no caso de Juan Carlos I estamos perante um rei "nomeado directamente polo ditador Francisco Franco, nunca submetido a umha eleiçom popular livre e democrática, encarnando umha "unidade da pátria" espanhola consagrada constitucionalmente contra os direitos nacionais de povos como o galego, o catalám e o basco".

A formaçom da esquerda independentista galega também insiste em que "a Galiza nom elegeu nunca um monarca estrangeiro como chefe de um Estado baseado na nossa negaçom como povo livre e soberano. Por isso, como galeg@s e democratas, rejeitamos a imposiçom da coroa espanhola e reivindicamos a soberania nacional com base no exercício do direito de autodeterminaçom para a constituiçom de um Estado galego, republicano e socialista."

O comunicado de NÓS-Unidade Popular pode ser lido na íntegra no seu web nacional.

 

 

Voltar à página principal