Plataformas soberanistas catalás fam apelo conjunto polo Nom ao Estatut

15 de Junho de 2006

As plataformas catalás contrárias ao novo Estatuto de Autonomia figérom um acto conjunto pola autodeterminaçom e chamando a votar Nom no referendo do próximo domingo no Principat de Catalunya.

Trata-se das plataformas Pel Dret de Decidir, Diguem No, Arquitectes pel No, Sindicalistas pel No, No en el Nostre Nom, Economistes pel No e Antifranquistes pel No. As diversas entidades soberanistas afirmárom que só reconhecerám um resultado afirmativo se forem ultrapassados os 50% de votos, e situárom o eixo da sua negativa na negaçom do direito de autodeterminaçom por parte da nova proposta estatutária, o que já vem fazendo o Estatut actualmente em vigor durante as últimas duas décadas e meia.

O acto de encerramento das plataformas polo Nom decorrerá em Barcelona, no Passeig Lluís Companys, segundo anunciárom conjuntamente os e as porta-vozes das mesmas, junto a personalidades da vida pública catalá, acrescentando a falta de um financiamento adequado e o nom reconhecimento da unidade do país como pontos essenciais do apelo a votar Nom no próximo domingo.

A legenda do acto final da campanha soberanista polo Nom será "Construïm la senyera, construïm la nació". Durante o mesmo, será elaborada umha grande bandeira nacional catalá com 30 mil cravos, para a seguir entrar na jornada de "reflexom" ao som do hino nacional catalám, "Els Segadors".

O forte e plural movimento social polo Nom, de que fai parte a esquerda independentista catalá, conseguiu já mobilizar dezenas de milhares de pessoas "polo direito a decidir", fazendo frente aos partidos institucionais que, como na Galiza, querem assentar a "unidade de Espanha" com outros 25 anos de estabilidade, e frente à extrema-direita espanhola, representada polo PP, que nas últimas semanas tem sofrido o repúdio popular generalizado nos actos de campanha em terras catalás.

 

 

Voltar à página principal