Alunado andaluz dá umha liçom à esquerda vendida do Parlamento autónomo da Galiza

17 de Outubro de 2006

Como galeg@s de esquerda que sempre soubemos e dixemos alto e claro o que representava o anterior presidente da instituiçom autonómica outorgada polo poder espanhol, só podemos parabenizar a dignidade do alunado andaluz ao contestar a presença do velho fascista Manuel Fraga Iribarne na Universidade de Granada com fortes apupos e gritos de "falangista" e "assassino".

O presidente de Honra do neofranquista Partido Popular tencionava conferenciar sobre o tema "Espanha e o seu futuro", na Faculdade de Ciências Políticas e Sociologia andaluza, quando centenas de alunos e alunas começárom a corear palavras de ordem contra a presença do ex-ministro da Governaçom franquista, ao ponto de obrigarem a interromper o discurso durante meia hora e levar o acto a um local de lotaçom limitada e fechar a conferência à entrada livre de público. Ali, o fundador do PP dedicou o seu discurso a atacar as aspiraçons autodeterministas das naçons submetidas pola Constituiçom espanhola de 78.

O acto de soberania popular da juventude universitária andaluza vai ao encontro de actos semelhantes protagonizados pola esquerda independentista galega durante o longo mandato de Fraga na instituiçom autonómica galega, e contrasta com a posiçom do PSOE e o BNG, que no passado mês de Fevereiro apoiárom com os seus votos e aplausos na Cámara do Hórreo a nomeaçom do reconhecido franquista como senador em Madrid. Umha verdadeira liçom de democracia para os que fam da política um teatro alheio aos interesses das maiorias sociais que dim representar.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

PSOE e BNG dam o voto para Fraga como senador e despedem-no com aplausos (+...)

 

Voltar à página principal