Trasancos: NÓS-UP retira placa em homenagem a José Antonio em Moeche

14 de Abril de 2006

A campanha "Simbologia fascista fora da Galiza. Higiene, justiça e dignidade democrática" que leva desenvolvendo NÓS-Unidade Popular nos últimos seis meses continua a bom ritmo.

Se a passada terça-feira informavamos da retirada dumha placa do rueiro de Ortigueira, desta vez foi na vila de Moeche, Comarca de Trasancos, onde militantes da organizaçom independentista retiravam a golpe de maça umha placa em homenagem a José Antonio Primo de Rivera e "outros caídos". A acçom foi dedicada a a Pedro Campos Sueiras, vizinho de Moeche, assassinado polos fascistas o 9 de Janeiro de 1937 no Castelo de Sam Filipe.

Podes atopar mais informaçom no especial da campanha no web nacional de NÓS-UP.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Padrom: Governo municipal do PP reclama a NÓS-UP devoluçom de placas franquistas (+...)

Mais símbolos fascistas retirados: viaduto de entrada ao centro da Corunha já nom é "del Generalísimo" (+...)

NÓS-UP nom cede à repressom: retirada de simbologia franquista continua (+...)

NÓS-Unidade Popular sofreu jornada de perseguiçom política por parte da Guarda Civil (+...)

Evidente objectivo criminalizador na campanha repressiva contra NÓS-UP (+...)

Campanha independentista contra os símbolos franquistas continua a bom ritmo (+...)

Iniciativa popular elimina vidraça fascista da Cámara Municipal de Tui (+...)

Mais símbolos fascistas eliminados no Condado (+...)

Continua retirada de placas franquistas no Sul da Galiza (+...)

NÓS-UP retirou hoje umha placa franquista do bairro de Carança, em Ferrol (+...)

Cruzes fascistas pintadas de cor-de-rosa em Neda e Fene (+...)

NÓS-UP denuncia permanência de monólito franquista na Corunha (+...)

NÓS-Unidade Popular elimina directamente diversas placas fascistas das ruas de Ponte Areas e as Neves (+...)

Dirigentes de NÓS-UP detidos em Ferrol ficárom livres com cargos (+...)

Pintam de cor-de-rosa a casa natal de Franco e eliminam placa de mármore com o seu retrato da fachada. Quatro detidos (+...)

 

Voltar à página principal