Democracia obreira nom ratificou acordo

10 de Maio de 2006

A assembleia de trabalhadores e trabalhadoras do metal acolheu negativamente a proposta de pré-acordo assinada pouco antes polas delegaçons sindicais e o patronato, depois de que os 13 trabalhadores detidos ficassem livres ontem. Berros e apupos de milhares de operários recebêrom a comunicaçom dos representantes sindicais, que comunicárom de maneira insuficiente a defesa do pré-acordo assinado após horas de negociaçom com os representantes empresariais.

Grande número de obreiros avaliárom como insatisfatórias as cessons patronais após a luita da última semana, tendo em conta a força e potencial que ainda existe para dar continuidade à greve. De facto, finalmente nom houvo votaçom e um dos representantes da CIG explicou que a questom deve ser estudada com calma para, na assembleia de amanhá às 10 da manhá, tomar-se umha decisom que nom afecte à necessária unidade na luita. Porém, o representante da UGT nas negociaçons garantiu já perante os microfones da Rádio Galega que o acordo será ratificado.

Para amanhá também se mantém a jornada de luita estudantil em apoio ao sector metalúrgico, umha jornada a que aderiu a entidade estudantil independentista, AGIR, à espera da decisom final na assembleia de trabalhadores e trabalhadoras sobre a continuidade da greve ou a assunçom de umha proposta de acordo que na jornada de hoje nom conseguiu a adesom da maioria.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Empresários de Ponte Vedra reclamam mais repressom policial (+...)

Vigo: a polícia dos patrons, contra o povo trabalhador (+...)

O "sindicalismo moderno" na greve do metal (+...)

Greve do metal estende-se, nível de luita aumenta (+...)

Sector do metal vai à greve no Sul da Galiza (+...)

 

 

Voltar à página principal