Exploraçom infantil, entre as chaves do êxito dos grandes "empreendedores" como Inditex

27 de Maio de 2006

Muito se tem falado e escrito sobre a fulgurante carreira empresarial dos Amancio Ortega e companhia, pondo-os como exemplo de promotores do progresso da Galiza e do Estado espanhol. Nom há mais que ver as condiçons de trabalho que Inditex impom nas suas factorias e nas que para ela trabalham, para comprovarmos que, assim, é fácil tirar lucros astronómicos e vir a fazer parte das listas dos mais abastados burgueses do globo.

Porém, agora vinhemos a saber que entre as chaves do êxito desse novo capitalismo têxtil representado por Amancio Ortega está a utilizaçom de mao de obra infantil. Um semanário português acabou de publicar dados sobre a exploraçom infantil aplicada por Inditex no norte de Portugal, através, isso sim, de empresas subcontratadas para a elaboraçom de calçado para a referida multinacional.

O semanário Expresso mostra nas suas páginas fotografias de crianças entre 11 e 14 anos a coser sapatos para umha empresa fornecedora de Inditex, junto a dados como os 20-30 euros que som pagos a umha família dedicada por completo ao costurado de sapatos durante umha jornada, em que som rematados entre 100 e 150.

A publicitária incorporaçom de Inditex em 2005 à Ethical Trading Initiative (ETI), organismo que agrupa multinacionais de distribuiçom, fornecedores, sindicatos e ONGs contra a exploraçom infantil, nom impede que a firma do "empreendedor" Amancio Ortega continue a lucrar-se do trabalho de crianças, como acabou de ficar graficamente demonstrado.

De resto, nom é apenas em Portugal que se mantenhem estas práticas de extrema exploraçom laboral a crianças. Á Organizaçom Internacional do Trabalho (OIT) assinalou no seu último relatório que mais de 200.000 crianças som exploradas no sector do calçado no Estado espanhol. Carecemos dos dados concretos para a Galiza, que de certeza nom ham de ser desprezíveis na composiçom do quadro da exploraçom infantil no Reino de Espanha.

 

 

Voltar à página principal