Israel continua a assassinar árabes impunemente

21 de Setembro de 2006

Três pastores palestinianos, menores de idade todos eles, morrêrom hoje ao serem atingidos por um foguete lançado por um aviom nom pilotado israelita a norte de Gaza, quando trabalhavam alindando um rebanho de cabras e ovelhas. As idades das vítimas som 14, 15 e 16 anos.

Mas nom foi essa a única vítima mortal hoje em Gaza. Um projéctil disparado por um tanque israelita atingiu um grupo de palestinianos no sul, matando um e deixando seis crianças feridas de diversa consideraçom.

A escusa oficial sionista é que, no primeiro caso, julgárom que fossem milicianos, enquanto no segundo andavam à procura de túneis defensivos da resistência palestiniana.

Estes novos crimes, que como todos os anteriores ficarám impunes para a justiça da chamada "comunidade internacional", mostram dramaticamente a inutilidade que para a populaçom árabe tem o envio de tropas multinacionais, cujo objectivo declarado é desarmar a resistência, enquanto os genocidas sionistas continuam a fazer o seu "trabalho" de extermínio sem serem incomodados.

 

Voltar à página principal