Galiza com a Palestina e o Líbano: quase 1.500 pessoas nas ruas galegas contra o genocídio

 

5 de Agosto de 2006

A Galiza viveu ontem umha importante jornada de solidariedade com a causa dos povos palestiniano e libanês, convocada em sete localidades pola Plataforma Galega contra a agressom sionista ao Líbano e Palestina. A esquerda independentista tivo umha importante implicaçom no que foi avaliado como umha luita imprescindível por parte de organizaçons como NÓS-Unidade Popular e BRIGA.

 

Ponte Vedra registou a mobilizaçom mais numerosas, por volta das 450 pessoas, convocadas pola Coordenadora de Ponte Vedra contra a Guerra, em que participam entidades como NÓS-UP e BRIGA, além do centro social a Revira e outros sectores da esquerda da cidade. Um grupo de imigrantes magrebin@s aderírom à manifestaçom, que concluiu com a queima de umha bandeira do Estado de Israel, muito aplaudida pol@s participantes. A faixa principal levava escrita a legenda "Estado de Israel terrorista. Nom ao genocídio", e destacou a presença de bandeiras palestinianas.

 

Na capital da Galiza decorreu a segunda convocatória com maior participaçom, atingindo por volta das 300 pessoas, e com presença da esquerda independentista junto a outros sectores sociais e políticos da cidade e a comarca.

Em Vigo houvo também manifestaçom polo centro da cidade, com umhas 250 pessoas a denunciar a política sionista de extermínio, o apoio dos EUA e a cumplicidade da UE. Na Corunha fôrom umhas 200 pessoas as que se concentrárom no Obelisco coreando palavras de ordem em apoio à luita do povo palestiniano e em solidariedade com o Líbano. BRIGA e NÓS-Unidade Popular participárom com faixas próprias, e as bandeiras palestinianas e libanesas partilhárom espaço com as galegas.

 

Em Ferrol, a concentraçom decorreu em frente da sede da Junta da Galiza, com umhas 150 pessoas e participaçom de representantes das organizaçons integradas na Plataforma, atrás da faixa com a legenda "Contra o genocídio no Líbano e a Palestina. Detenhamos Israel". NÓS-UP tivo presença com umha faixa que denunciava a ofensiva nazi-sionista, e afirmava que "Líbano e Palestina vencerám".

 

Lugo e Ponte Areas, com 50 pessoas, completárom as sete convotórias de ontem, que afirmárom a necessária solidariedade galega com os heróicos povos do Líbano e a Palestina, que resistem a agressom criminosa de um dos exércitos mais poderosos do mundo.

Podes ver um fragmento da concentraçom de Ferrol neste vídeo.

É necessário que o primeiro passo dado ontem sirva para aumentar a resposta frente ao imperialismo em todas as suas manifestaçons. A agressom sionista vai continuar ainda por tempo indefinido, e é urgente alargar a participaçom popular denunciando as responsabilidades nom apenas do Estado terrorista de Israel e o apoio ianque, mas também as cumplicidades europeias, a começar pola passividade do Estado espanhol e o silêncio da Junta da Galiza.

Palestina e o Líbano vencerám!

 

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Plataforma Galega contra a agressom sionista convoca concentraçons em sete cidades galegas (+...)

Nom ao sionismo (+...)

Líbano: insuportável exibiçom sangrenta dos nazi-sionistas (+...)

Por apologia do terrorismo: ilegalizar o Partido Popular (+...)

Israel dispom-se à invasom terrestre do Líbano para continuar o massacre de civis (+...)

Publicamos análise política de James Petras sobre a actual ofensiva sionista (+...)

Cuba, exemplo de digna solidariedade frente às agressons sionistas (+...)

Mais de 50 civis vítimas mortais nos ataques israelitas ao Líbano, incluindo 15 crianças (+...)

Sionismo continua campanha de extermínio (+...)

Criminal ofensiva sionista contra Palestina (+...)

Declaraçom da FPLP sobre o ataque sionista na Prisom de Ariha (+...)

Terrorismo de estado: Israel assalta ilegalmente prisom palestiniana com o aval ianque e da Uniom Europeia (+...)

Estado sionista anuncia novas anexaçons de territórios palestinianos (+...)

Palestina: "a história é a favor dos pequenos" (+...)

«Nunca digas "nunca Hamas"» (+...)

 

Voltar à página principal

 

 

Imagens da convocatória anti-imperialista na capital da Galiza
Duas instantáneas da concentraçom em Ferrol
Ponte Vedra registou a manifestaçom mais numerosa
Na cidade do Lérez acabou ardendo umha bandeira do Estado terrorista de Israel
Vista das concentraçons de Ponte Areas e a Corunha