Vitória antifascista em Ponte Areas

21 de Março de 2007

Recebemos com satisfaçom a notícia divulgada pola agrupaçom municipal Ponte Areas de Esquerda, que anuncia no seu blogue a livre absoluçom dos seis vizinhos e vizinhas da vila do Condado, acusados de "injúrias" à líder local da extrema-direita por denunciarem a permanência de um busto a Franco em pleno centro de Ponte Areas.

A seguir, reproduzimos na íntegra o comunicado difundido polos companheiros e companheiras de Ponte Areas de Esquerda, junto aos nossos parabéns pola vitória antifascista:

Vitória sobre o fascismo da UCPA
Absoluçom para @s seis vizinh@s de Ponte Areas acusados de injúrias a Nava Castro

O julgamento realizado no dia 27 de Fevereiro de 2007 contra 6 antifascistas de Ponte Areas acusados de “delito eleitoral” e “injúrias” contra Nava Castro resolveu-se com a absoluçom de tod@s elas/es. Umha sentença do Tribunal nº 3 de Ponte Vedra considera que nom existiu nengum delito ou falta.

O suposto delito do qual ficárom definitivamente absolvid@s teria sido distribuir propaganda como membros da Plataforma cidadá pola retirada do monumento a Franco, que identificava Nava com o ditador. A finalidade do cartaz era denunciar a responsabilidade de Nava Castro pola permanência do monumento e nomenclatura das ruas que homenageavam o fascismo, contrariamente ao acordado polo pleno municipal.

Três d@s cinco vizinh@s sobre @s quais pesava pedido de condena por parte da Procuradoria som membros de Ponte Areas de Esquerda, entre @s quais está o candidato à Presidência da Cámara, Abraám Alonso.

Ponte Areas de Esquerda avalia esta decisom judiciária como umha contundente e rotunda vitória política de quem defendemos a democracia e a liberdade de expressom sobre quem fai apologia pública do fascismo. A absoluçom destes cinco vizinh@s é umha péssima notícia para Pepe Castro, Nava Castro e a UCPA, organizaçom herdeira do falangismo e das estruturas franquistas que dominárom o nosso Concelho após o golpe de estado de 1936 contra a legalidade republicana. É umha vitória sem paliativos dos valores que defende e representa Ponte Areas de Esquerda sobre os valores que encarna a extrema-direita da UCPA.

O fascismo derrota-se fazendo-lhe frente. Esta é a liçom que se deve extrair da atitude d@s seis vizinh@s antifascistas de Ponte Areas.

De Ponte Areas de Esquerda, solicitamos novamente à UCPA e à sua candidata que condene sem ambigüidades nem paliativos os 40 anos de ditadura franquista para assim demonstrar que é umha força política democrática.

Ponte Areas de Esquerda manifesta, após esta vitória, que continuamos com a luita contra o que a UCPA continua a representar, contra a política clientelar e caciquista, contra a corrupçom e o desvio de fundos, contra o negócio e favores aos seus amigos e familiares à custa da maioria da populaçom, contra um projecto político autoritário e ultra-conservador.

No dia 27 de Maio, é necessário consolidarmos este golpe à impunidade de Pepe e Nava Castro, logrando que a esquerda sem complexos, a esquerda que nem se compra nem se vende, entre no nosso Concelho.

Ponte Areas, 20-03-2007

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Democratas ponte-areáns enfrentam pedido de fortes multas por reclamarem retirada de monumento a Franco (+...)

Solidariedade com @s seis vizinh@s antifascistas que hoje som julgad@s em Ponte Areas (+...)

Ponte Areas: julgamento político ao antifascismo (+...)

 

Voltar à página principal