Mais mortes e feridos em acidentes laborais

14 de Março de 2008

Nom é fácil acompanhar a sucessom de acidentes laborais de diferente gravidade que quase quotidianamente ocorrem no nosso país. Nom queremos, porém, deixar de assinalar aqueles que nos for possível em cada momento, como os acontecidos ontem em Ribeira e Compostela, apesar de que nengumha das vítimas vaia merecer manifestaçons multitudinárias de condena contra os responsáveis nem declaraçons institucionais de solidariedade com as famílias.

Na vila costeira, um trabalhador de umha empresa de conservas morreu na zona industrial de Jarás, no concelho de Ribeira, esmagado por um palete que lhe caiu em cima, às sete da tarde. O obreiro tinha 30 anos de idade e era vizinho do concelho da Póvoa do Caraminhal.

Em Compostela, três trabalhadores da construçom civil da empresa Solarvi, de Vimianço, ficárom feridos ao sofrerem o impacto de umha placa de betom, quando desenvolviam o seu trabalho na zona industrial do Tambre. O acidente aconteceu pouco depois do meio-dia, e foi precisa a actuaçom dos bombeiros para o resgate dos feridos, dous empregados de 25 anos e o proprietário da empresa, de 43.

 

Voltar à página principal