AGIR mostrou repulsa estudantil ao Processo de Bolonha

19 de Novembro de 2006

O estudantado galego ligado a AGIR somou-se no passado dia 16 de Novembro ao protesto europeu contra o Processo de Bolonha, que conduz os sistemas educativos para a mercantilizaçom consoante os planos e interesses do neoliberalismo capitalista.

Assim, @s estudantes independentistas galeg@s boicotárom quatro entidades bancárias significadas polas suas relaçons com a Universidade de Compostela, nos dous campus da capital galega. Também na Corunha houvo acçons simbólicas de protesto contra os planos do capital, com boicote a umha entidade bancária relacionada com a Universidade corunhesa.

Murais com denúnicas contra o Processo de Bolonha, concentraçons em Compostela e na Corunha e distribuiçom de material informativo nas faculdades completárom a jornada, sendo AGIR a única entidade estudantil aderida à iniciativa do Foro Estudantil Europeu.

AGIR sublinha na sua denúncia contra Bolonha o patrocínio da Organizaçom Muncial do Comércio (OMC) num processo impulsionado pola Uniom Europeia em mais de 30 estados europeus, contando com a colaboraçom activa das equipas de governo da maior parte das universidades europeias.

A entidade estudantil independentista mostra no seu web a sua satisfaçom polo crescente grau de autoorganizaçom em cada vez mais faculdades da Galiza, para organizar a oposiçom à estratégia mercantilista que representa o Processo de Bolonha. AGIR apoia esse incipiente assemblearismo, e aposta na incorporaçom dos membros da organizaçom nas assembleias criadas e nas que venham a organizar-se no futuro.

 

Voltar à página principal