Estudantes da USC concentram-se às portas da Biblioteca Concepción Arenal contra o processo de Bolonha

5 de Março de 2007

A Coordenadora de Assembleias em que se organiza o estudantado da USC mais activo no combate ao processo de Bolonha desenvolveu hoje umha jornada de luita contra a mercantilizaçom do ensino universitário galego, ocupando umha biblioteca universitária e distribuindo propaganda em defesa do ensino público.

A Universidade de Compostela vive nos últimos meses um movimento de autoorganizaçom assemblear na maior parte das faculdades como reacçom às políticas neoliberais que a equipa de governo desenvolve ao abrigo do Processo de Bolonha, plasmaçom europeia da globalizaçom capitalista no ámbito do ensino.

O estudantado da esquerda independentista participa no movimento das Assembleias de faculdade, alargando e dando concreçom à sua luita contra Bolonha, que se prolonga durante os últimos anos como frente estratégica em defesa de um ensino público, galego e de qualidade.

A jornada de hoje serviu para mostrar o fortalecimento do movimento estudantil que, sem tutelas partidistas, combate a posta do ensino galego ao serviço do capitalismo mais selvagem e neoliberal.

Recomendamos visitar o web da Coordenadora de Assembleias e o especial da organizaçom estudantil independentista, AGIR, dedicado ao Processo de Bolonha.

 

Voltar à página principal