NÓS-UP argumenta a sua posiçom crítica perante o novo decreto para a promoçom do galego no ensino

2 de Março de 2007

NÓS-Unidade Popular publicou no seu web umha análise em profundidade do novo decreto acordado polos três partidos representados no Parlamento autónomo galego para a "promoçom do galego no ensino", que irá substituir o aprovado em 1995.

A formaçom independentista e socialista reconhece "alguns avanços quantitativos", mas considera-os insuficientes para "inverter os termos do processo substitutivo em curso e conseguir avanços qualitativos que convertam ou sequer encaminhem o galego em direcçom a ser a língua principal" na Galiza.

NÓS-UP é a primeira organizaçom política que apresenta umha análise crítica do novo decreto, com umha perspectiva fundamentada e construtiva, e apresentando os argumentos "qualitativos" que inabilitam o novo texto legal como roteiro para a normalizaçom do galego no ámbito educativo.

Pola indubitável trascendência do tema para os sectores interessados na construçom nacional da Galiza, apresentamos em PDF o texto divulgado pola Junta como projecto para o novo decreto e a análise do mesmo difundida por NÓS-Unidade Popular.

- Posiçom de NÓS-UP perante o novo "decreto para a promoçom do galego no ensino HTML (+...) PDF (+...)

- Projecto de novo decreto da Junta da Galiza em PDF (+...)

 

Voltar à página principal