[Vídeo] Conde-Pumpido: "talvez tenhamos ido longe demais, mas funcionou"

18 de Maio de 2007

O procurador-geral do Estado espanhol ("fiscal-general" na nomenclatura espanhola), Conde-Pumpido, declarou perante jornalistas da Europa-Press, em relaçom à anulaçom de 380 candidaturas da esquerda independentista basca, que "talvez tenhamos ido longe demais, mas funcionou ".

O motivo dos aparentes "remorsos" do fiscal-geral do PSOE parecem vir do facto de que, tal como ele próprio reconheceu, há vilas em que praticamente nom há candidaturas e "lugares ondem nom deixamos muita saída". Contodo, em seguida rectificou, afirmando estar "enormemente orgulhoso" pola actuaçom da Procuradoria Pública espanhola e, em geral, da justiça desse país, no que toca à proibiçom de participar nas eleiçons a forças políticas democráticas bascas.

Continuando com a linguagem fascistóide com que costuma ser tratado o assunto, Conde-Pumpido opinou que "funcionou o bisturi, nom o garrote. Extirpamos o cancro (sic), sem magoarmos o doente". Porém, o procurador-geral nom descartou por completo um novo ataque político-judicial contra o partido ANB (Acçom Nacionalista Basca), unico da esquerda abertzale que pudo apresentar algumhas candidaturas às eleiçons do próximo dia 27.

Quanto a nós, comunistas independentisas da Galiza, nom queremos deixar de manifestar a nossa solidariedade às forças irmás da esquerda abertzale, e desejar-lhes um bom resultado eleitoral a ANB nas eleiçons, que sirva para impulsionar o processo de democratizaçom do País Basco e o fim das imposiçons espanholas. Frente ao nojento circo eleitoral das siglas institucionais que nestes dias inundam os meios de comunicaçom e os espaços publicitários, oferecemos, como expressom dessa solidariedade, um vídeo eleitoral diferente: o da Acçom Nacionalista Basca (falado em espanhol, 2min e 37seg).

 

 

Voltar à página principal