Ferrol: convocam concentraçom contra Reganosa este sábado ao meio-dia

 

 

Empresários, banqueiros e cargos institucionais da UPG-BNG celebrárom ontem a entrada do primeiro gaseiro na ria de Ferrol

11 de Maio de 2007

O Comité de Emergência da Ria de Ferrol reunido em assembleia popular na tarde de ontem, com umha participaçom de mais de meia centena de pessoas, resolveu responder amanha, sábado dia 12, à entrada pola força do gaseiro na ria, depois de três dias em que tinha sido bloqueado polas embarcaçons dos trabalhadores do mar da comarca.

O Comité pede ao povo de Trasancos que manifeste na mobilizaçom de amanhá o seu desacordo com a entrada do barco metaneiro e com a posta em andamento de umha planta de alto risco, carente de garantias para a segurança de dezenas de milhares de pessoas que moram num raio de poucos quilómetros à sua volta.

O organismo popular reclama com esta convocatória também o cessamento do Capitám Marítimo de Ferrol, Jorge Cao Ruiz, e do presidente da Autoridade Portuária e dirigente local do PSOE, Amable do Pico Freire, bem como do delegado do Governo espanhol na Galiza, Manuel Ameixeiras Vales, polas respectivas responsabilidades no conflito vivido nos últimos dias em relaçom à entrada do barco nom autorizado e a repressom contra manifestantes.

O movimento contra a planta de gás vai continuar com actuaçons administrativas, judiciais e de mobilizaçom popular até conseguir a parálise definitiva da planta de gás de Reganosa.

Por seu turno, NÓS-UP, cuja militáncia participa do movimento popular contra Reganosa, fijo um chamado para a participaçom na convocatória do Comité, que decorrerá amanhá no porto de Corujeiras de Ferrol, a partir do meio-dia. Também o grupo local da organizaçom juvenil independentista BRIGA em Ferrol aderiu à convocatória.

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Reganosa: bomba-relógio em período de provas. (+...)

Reganosa, UPG e burguesia trasanquesa celebram conjuntamente a chegada do primeiro gaseiro a Mugardos. (+...)

Ferrol: PSOE recorre à violência policial para defender os interesses de Reganosa. (+...)

Populaçom trasanquesa barra por duas vezes o acesso de um perigoso gaseiro à planta de gás. (+...)

Incêndio num depósito lembra riscos da planta de gás em Mugardos (+...)

Planta de gás em Mugardos: Junta da Galiza defende as ilegalidades e a ameaça ambiental de Reganosa (+...)

 

Voltar à página principal