Êxito da mobilizaçom popular: 5.000 em Ferrol contra Reganosa

3 de Junho de 2007

O povo trabalhador galego escreveu mais umha página de luita em defesa dos direitos da maioria e contra as sujas estratégias dos partidos do sistema. Apesar de fazerem parte o PP, o PSOE e o BNG da mesma frente institucional pró-Reganosa, o movimento popular conseguiu levar hoje à rua por volta das 5.000 pessoas, para exigir a liberdade de Bernardo Bastida e a clausura imediata e definitiva da planta de gás de Reganosa.

Os factos tenhem umha especial valor, pois se trata de umha longa luita iniciada por um colectivo pequeno e sem apoios das forças institucionais. Anos de entrega, inclusive quando os depósitos estám já construídos e a Guarda Civil e a Polícia espanhola malham na gente que se mobiliza, tenhem o seu fruto na manifestaçom mais multitudinária destes anos.

Animada e combativa, com perspectiva nacional

Umha manifestaçom, a convocada para hoje polo Comité de Emergência da Ria de Ferrol, nom só numerosa, mas também animada e combativa, com palavras de ordem claras e contundentes: A ria é nossa, nom de Reganosa!; Ameixeiras demissom, por fascista e repressor!; Em Teixeiro, tem que estar Tojeiro!; Planta de gás, fora da ria!; Amable demissom, por corrupto e repressor!...

Além da presença maioritária de pessoas da comarca de Trasancos, a perspectiva de País nom se perdeu, e em Ferrol estivérom representantes de confrarias das Rias Baixas, de colectivos ambientalistas e sociais e de forças tam diversas como diverso é o movimento popular anti-planta de gás.

Gritos contra os oportunistas

Se o PSOE, responsável pola repressom, nom deixou ver nengum dirigente significativo nas ruas de Ferrol, o BNG e IF sim mandárom representantes. Foi o caso de X. M. Pita, candidato do Bloque em Ferrol, que com outros dirigentes locais ligados à UPG tomárom parte, "discretamente", na multitudinária marcha de hoje.

Os gritos levou-nos Francisco Rodrigues, deputado do BNG em Madrid (Espanha), que mandou umha adesom escrita de apoio aos mariscadores. A multitude nom esquece que o líder da UPG tem defendido entusiasticamente o projecto de Tojeiro e companhia, chegando a reclamar, a coro com o PP, que a capacidade dos depósitos fosse duplicada. Por isso sofreu os assobios e apupos mais contundentes da jornada.

Entretanto, o grupo municipal do BNG em Mugardos (que controla o governo local) ratificou ontem que nom vai participar em nengumha mobilizaçom contra a planta de gás. Por seu turno, tanto Anxo Quintana como Peres Tourinho coincidírom, depois da multitudinária manifestaçom de hoje, em darem por irreversível a imposiçom da planta de Reganosa, apelando a "olhar para a frente".

A luita deve continuar

A esquerda independentista estivo representada por NÓS-Unidade Popular, cuja assembleia comarcal em Trasancos fai parte do amplo movimento popular anti-planta de gás desde o primeiro momento. Outros sectores independentistas também marcárom presença, incluindo estudantes de AGIR e juventude de BRIGA, numha jornada histórica nas luitas do povo galego em defesa do território e de um desenvolvimento sustentável.

Tal como afirmou NÓS-UP nas folhas volantes que repartiu na manifestaçom de hoje, a luita deve continuar. Tal e como berrou a praça do concelho de Ferrol cheia, "esta batalha, havemo-la ganhar!".

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

[Vídeo] Imagens da jornada de luita popular e de violência policial (+...)

Polícia espanhola toma o centro de Ferrol, ataca concentraçom popular e detém um mínimo de três pessoas (+...)

Resposta repressiva militar à exemplar luita popular contra Reganosa (+...)

Centenas de pessoas mobilizárom-se em Ferrol contra Reganosa (+...)

Ferrol: convocam concentraçom contra Reganosa este sábado ao meio-dia (+...)

Reganosa: bomba-relógio em período de provas. (+...)

Reganosa, UPG e burguesia trasanquesa celebram conjuntamente a chegada do primeiro gaseiro a Mugardos. (+...)

Ferrol: PSOE recorre à violência policial para defender os interesses de Reganosa. (+...)

Populaçom trasanquesa barra por duas vezes o acesso de um perigoso gaseiro à planta de gás. (+...)

Incêndio num depósito lembra riscos da planta de gás em Mugardos (+...)

Planta de gás em Mugardos: Junta da Galiza defende as ilegalidades e a ameaça ambiental de Reganosa (+...)

 

 

Voltar à página principal