Galiza: 27,4% da populaçom da Comunidade Autónoma sente-se mais ou só galega

18 de Novembro de 2006

Um inquérito da Junta da Galiza, atinente a diversos aspectos como o eleitoral ou as preocupaçons da populaçom da Comunidade Autónoma da Galiza, apresenta também umha referência ao sentimento nacional, estabelecendo que a maioria fica na indefiniçom (59,8%), face a umha minoria maioritária que se sente mais galega ou só galega.

Em concreto, o estudo, que como sempre deve ser relativizado em funçom dos interesses políticos de quem o encomendou, afirma que 59,8% das galegas e galegos consultados se sentem tam espanhóis como galeg@s.

21% dim ser mais galeg@s do que espanhóis, face a 5,8% que se sentem mais espanhóis do que galeg@s. Finalmente, 6,4% sentem-se só galeg@s e 5,4% só espanhóis, percentagem esta última inferior à populaçom imigrante de origem espanhola na Comunidade Autónoma da Galiza.

Principais preocupaçons e intençom de voto

O desemprego é a principal preocupaçom para 45,2% d@s habitantes da Galiza quadriprovincial, seguido da habitaçom (15,7%), os baixos salários (11%), o atraso económico em relaçom à média do Estado (10,5%) e o mau funcionamento da sanidade (10,5%). A seguir figura a "política galega", com 8,7%, e o meio natural, com 7%.

Quanto a intençom de voto, o PSOE é a primeira força, 10 pontos à frente do PP (26 face a 16% de votos). A terceira força continua a ser o BNG, que ficaria nos 12% de intençom de voto numhas eleiçons autonómicas.

Como é habitual em maios oficiais, as comarcas excluídas polo Estatuto de Autonomia em vigor nom fôrom consultadas, o que nos impede ter umha visom completa dos resultados para toda a Galiza.

 

Voltar à página principal