A juventude galega organiza-se e apresenta alternativas

19 de Março de 2007

O movimento juvenil galego mais activo apresenta novas iniciativas de intervençom social. É o caso da organizaçom revolucionária e independentista BRIGA, cujo grupo de base em Ponte Vedra organiza a terceira ediçom do chamado Foro de Rebeliom.

O evento decorre nesta sexta-feira, dia 20 de Abril, por terceiro ano consecutivo, dedicado desta vez as alternativas para um ócio juvenil nom alienante e contrário ao consumismo compulsivo próprio da sociedade capitalista.

Para tal, BRIGA apresenta no Centro Social A Revira umha mesa redonda com participaçom de:

- Domingos Antom Garcia (professor do IES Valhe-Inclám)
- Alberto Angulo (membro do colectivo Painkiller)
- Javier Camba (membro do Tuata dé Danann)
- Héitor Fernandes (Siareir@s Galeg@s)

Umha atraente proposta para o debate e a intervençom juvenil que tem previsto o seu início polas 20:30 horas. Lembramos que o Centro Social A Revira fica na rua Arcebispo Malvar, nº 33, rés-do-chao, da cidade do Lérez.

Roteiro anti-especulativo em Compostela

Também na capital da nossa naçom há iniciativas juvenis autoorganizadas. Será na mesma sexta-feira, dia 20 de Abril, que decorra o roteiro anti-especulativo na cidade de Compostela, convocado polo Foro da Mocidade, que agrupa diferentes entidades juvenis, incluídas as independentistas BRIGA e AGIR. O roteiro parte do COIE, no Cámpus Sul, e conclui no centro Social o Pichel, onde terá lugar umha ceia de convívio.

O Foro da Mocidade explica na convocatória que o roteiro tem um duplo objectivo: a denúncia da especulaçom imobliária em Compostela e deixar em evidência a falta de espaços públicos de gestom popular e pública.

 

Voltar à página principal