Informe sobre o financiamento universitário confirma aposta incremento do capital privado

16 de Maio de 2007

A organizaçom estudantil da esquerda independentista, AGIR, continua a difundir no seu sítio web interessantes textos e dados dedicados a desvendar o processo de mercantilizaçom do ensino superior na Galiza, no quadro do chamado Processo de Bolonha em que o nosso país está a integrar-se progressiva e inexoravelmente.

O estudantado independentista vem trabalhando nos últimos incansavelmente no seio da comunidade universitária para denunciar e rejeitar o chamado Espaço Educativo Europeu, por supor umha precarizaçom absoluta do sistema universitário e a sua entrega ao capital privado.

Nesta ocasiom, AGIR informa sobre a publicaçom do Informe sobre o Financiamento do Sistema Universitário Espanhol, elaborado polo Conselho de Coordenaçom de Universidades, a partir das directrizes gizadas polo espanhol Ministério da Educaçom e a Cultura (MEC).

Nele, confirmam-se as orientaçons estratégicas, partindo do ocultamento do conteúdo real do Processo de Bolonha à maioria da comunidade educativa, que continua a desconhecer as implicaçons reais do tal processo.

O referido Informe fala de "concorrência" entre as universidades "espanholas" e "europeias", de financiamento fundamentalmente privado (que já antige 20% do total) e, em definitivo, critérios economicistas para julgar as políticas educativas, com as empresas privadas como aríetes da penetraçom do capital nas universidades, junto à progressiva perda de peso da própria comunidade universitária na tomada de decisons que lhe dim respeito.

Em lugar dos organismos só parcialmente democráticos do passado, o futuro depara-nos a presença de directivos alheios às universidades a tomarem as decisons mais favoráveis... às empresas que os situam nos postos de comando universitário.

Recomendamos ler a informaçom completa no web de AGIR, aqui.

 

Voltar à página principal