NÓS-UP participará na manifestaçom de Nunca Mais para exigir segurança marítima

8 de Novembro de 2006

A formaçom independentista e socialista NÓS-Unidade Popular fijo público um comunicado, com data de 5 de Novembro, em que analisa a convocatória pola Plataforma Nunca Mais de umha manifestaçom com motivo do quarto aniversário da catástrofe provocada polo Prestige.

NÓS-UP aprecia um discurso diferente ao utilizado em anteriores iniciativas da Plataforma, na medida em que o manifesto feito público para convocar a manifestaçom do próximo domingo evita qualquer compromisso com as instituiçons e exige aos governos actuais umha nova política em matéria de segurança marítima.

Essa mudança é positivamente avaliada por NÓS-Unidade Popular, que concorda com a vigência do alto risco de novos acidentes como os que sacodem a costa galega periodicamente. Nengumha das medidas anunciadas pola Junta anterior e pola actual, bem como polo governo espanhol, fôrom postas em andamento, o que torna necessário reclamar o fim do continuísmo também nesse ámbito da acçom de governo.

Adesom cautelosa

Porém, a adesom da esquerda independentista nom evita que o comunicado de NÓS-UP mostre estranheza pola mudança da Plataforma Nunca Mais, "claramente supeditada à estratégia política e eleitoral do BNG desde o momento da sua criaçom". Daí que, tendo em conta a trajectória anterior, a organizaçom soberanista advirta da possibilidade de que essa mudança "poda responder mais a jogos tácticos de equilíbrio no seio do BNG [tendo em conta a proximidade da Assembleia Nacional e as divisons internas existentes] do que à necessária autonomia que qualquer movimento social deve manter sempre perante as instituiçons e governos".

É a vontade de ir além das manifestaçons pontuais e do verticalismo com que tem funcionado a Nunca Mais, que leva a formaçom independentista a reclamar "umha reformulaçom de fundo do funcionamento da Plataforma Nunca Mais, que deve ganhar um carácter verdadeiramente assemblear, sem vetos como os impostos no seu dia polo sector hegemónico na Direcçom do BNG à entrada da esquerda independentista".

Podes ler o comunicado de NÓS-UP, na sua versom íntegra, no seu web nacional.

 

 

Voltar à página principal

 

 

Imagem de arquivo da participaçom de NÓS-UP numha das numerosas manifestaçons contra @s responsáveis das marés negras