Galiza afasta-se da sustentabilidade

6 de Janeiro de 2006

O relatório anual elaborado polo chamado "Observatório da Sustentabilidade em Espanha", dedicado a estudar cada ano o perfil ambiental das comunidades autónomas do Estado espanhol, assinala na sua ediçom de 2006 que a da Galiza fica cada vez mais afastada de um modelo de desenvolvimento sustentável.

Para além das catástrofes acontecidas, tais como os incêndios florestais, o excessivo uso e a baixa eficiência no tratamento dos recursos naturais, junto ao excessivo contributo para o efeito de estufa e a degradaçom da riqueza em termos de biodiversidade som factores sublinhados polo relatório.

Assim, no nosso país regista-se um consumo de energia elevado e pouco eficiente para a nossa economia, incluindo o uso da água, com importantes perdas pola deficiente distribuiçom.

Quanto aos gases causantes da mudança climática, entre 1990 e 2004 houvo um aumento de 37% na Galiza, face aos 45% no conjunto do Estado e 2% na Uniom Europeia de 15 membros. A produçom de carbono e a relaçom entre emissons de dióxico de carbono (CO2) e outros gases de efeito de estufa e o PIB situam a Galiza no quarto lugar do Estado, devido nom apenas ao tránsito rodado, mas também à produçom eléctrica nas centrais térmicas galegas.

A produçom de lixo, que aumentou em 11% entre 1996 e 2004, e a incineraçom de 35% do mesmo em 2004, fam da Galiza umha naçom pouco respeitosa com o meio também no parámetro do tratamento de resíduos. A escassa depuraçom de águas residuais, a falta de apoio institucional às mudanças necessárias em termos de sustentabilidade, bem como o atraso na implantaçom da Agenda 21 local (só 29% dos concelhos começárom a dar passos nessa direcçom) situam a Galiza numha posiçom difícil para afrontar os reptos sócio-ambientais que apresentará o imediato futuro.

Podes ver mais dados e pormenores sobre o relatório a que fazemos referência no web da associaçom ecologista Verdegaia.

 

Voltar à página principal