Governo venezuelano anuncia nacionalizaçons, educaçom popular e democracia participativa para "desmontar o Estado burguês"

9 de Janeiro de 2006

Foi o próprio presidente Hugo Chávez que avançou cinco grandes medidas de importáncia estratégica na construçom do denominado "socialismo do século XXI": um conjunto de leis revolucionárias para re-nacionalizar sectores privatizados no passado, a Reforma Socialista Constitucional, a Educaçom Popular, a Nova Geometria do Poder e o que denominou "Explosom Revolucionária do Poder Comunal".

As nacionalizaçons chegarám através de umha Lei Habilitante, que possibilitará reverter ao domínio público todo o privatizado em décadas de capitalismo selvagem como o que na actualidade ainda padece a maior parte do continente americano. Trata-se de impor a propriedade social sobre os meios estratégicos de produçom, em ámbitos como as telecomunicaçons, a energia eléctrica e o tratamento do crude. Todos eles passarám, em palavras de Chávez, a ser "propriedade da naçom venezuelana".

Um segundo campo de actuaçom estratégica da actual fase revolucionária na Venezuela será a Reforma Socialista Constitucional, cujos conteúdos concretos nom fôrom ainda difundidos em pormenor, mas deverá servir para dar cobertura a todas as reformas previstas nos mais diversos ámbitos.

Quanto às medidas incluídas na Educaçom Popular, tendentes a "avançar na ciência, cultura, criar novos valores, consciência e ideologia".

A chamada Nova Geometria do Poder estabelecerá um reordenamento territorial e legislativo, e a denominada "aplicaçom simétrica do poder político e o poder social".

Por último, a Explosom Revolucionária do Poder Comunal potencializará os Conselhos Comunais como órgaos de poder, trascendendo o ámbito local através de umha confederaçom. A intençom é activar umha transiçom para um "Estado comunal" que "vaia desmontando progressivamente o Estado burguês".

"Consolidar as bases do socialismo"

O próximo ministro das Finanças do Governo venezuelano, Rodrigo Cabezas, confirmou que o primeiro repto da Assembleia Nacional da Venezuela para este mesmo ano de 2007 será "a consolidaçom das bases do socialismo".

Por outra parte, o presidente do chamado Parlamento Indígena da Venezuela, Jose Poyo, reconheceu os esforços do novo regime instaurado com a V República para a integraçom dos povos indígenas na construçom da nova Venezuela, manifestando o apoio de amplos sectores dos povos originários ao processo de constituiçom do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV). O presidente do Parlamento Indígena acrescentou que "o nosso papel será de vital importáncia, pois o nosso modelo de convivência indígena se adapta perfeitamente aos esquemas do socialismo".

Composiçom do novo governo

Se quigeres saber mais sobre a formaçom e o perfil do novo Governo revolucionário venezuelano, olha este vídeo da televisom pública venezuelana (2m13s):

 

:: Mais informaçons sobre o mesmo tema

Movimento revolucionário venezuelano avança na construçom do partido único da revoluçom (+...)

 

Voltar à página principal