Novas iniciativas políticas de Vigo de Esquerda

22 de Janeiro de 2007

A formaçom viguesa Vigo de Esquerda, conformada com vistas a apresentar umha lista popular às eleiçons de Maio, promoveu nos últimos dias diversas iniciativas em relaçom com assuntos sociais e políticos no concelho do sul.

É o caso do apoio à decisom da Junta da Galiza de paralisar o PGOM viguês, aprovado polo PP e o BNG, junto à reclamaçom de que o processo de elaboraçom de umha normativa urbanística local seja reiniciado e cedido o protagonismo às entidades sociais e vicinais, tendo em conta o amplo rejeitamento a um texto elaborado de costas aos interesses dos sectores populares vigueses.

Vigo de Esquerda criticou também o financiamento concedido pola Junta da Galiza às obras de restauraçom da fachada da Colegiata de Vigo, que contém símbolos de exaltaçom fascista na sua fachada. A agrupaçom política exige a retirada des

O trabalho com a populaçom trabalhadora de origem imigrante é um sinal de identidade da candidatura municipal viguesa de Vigo de Esquerda

sa ajuda económica até que seja eliminada essa simbologia que insulta "a morte e a dor de tantas famílias viguesas".

Finalmente, Vigo de Esquerda fijo um apelo à populaçom de origem estrangeira com direito ao voto para que se inscreva e participe no processo eleitoral, anunciando a abertura de um gabinete de atendimento e informaçom às pessoas de origem comunitária nom galega com esse fim. A candidatura de Vigo de Esquerda incluirá umha representaçom da comunidade imigrante comunitária na lista às municipais, reivindicando assim e mediante o programa a plena integraçom da mesma no nosso país.

Pode ler-se toda a informaçom sobre as actividades de Vigo de Esquerda no seu blog.

 

Voltar à página principal